O último monobloco da São Geraldo

Veículo foi o penúltimo monobloco fabricado pela Mercedes-Benz. Depois dele, saiu o 40519 da Itapemirim

Por Ônibus Paraibanos
Imagens Eder Pereira / Paulo Rafael Peixoto

Marcantes nas estradas e na história do transporte rodoviário brasileiro na década de 1990, os lotes dos monoblocos da São Geraldo e da Itapemirim combinavam na pista. E não apenas pelas lembranças, e sim porque os lotes distintos foram fabricados juntos.

Já contamos no Ônibus Paraibanos a história do 40519, o último monobloco da Itapemirim – e da Mercedes-Benz. Mas e o da São Geraldo? Dela foi o penúltimo monobloco fabricado pela Mercedes-Benz.

A São Geraldo também teve o seu Tecnobus

Vídeo mostra antiga frota da São Geraldo

Quanto era pra viajar de João Pessoa para o sudeste de São Geraldo e Itapemirim há 40 anos atrás

Este carro foi o 4451, um dos 250 monoblocos adquiridos pela São Geraldo, que fez cinco séries num só lote: 40, 41, 42, 43 e 44. Desses 250 monoblocos, 220 eram 1935, e 30 eram 1938.

O 4451 foi renumerado na gestão Gontijo inicialmente para 6091, e finalmente 4505 até ser vendido para particular, encerrando na São Geraldo uma história de milhares de quilômetros de serviços prestados e histórias transportadas.

E na fábrica da Mercedes-Benz, após o 4451 ser fabricado, veio o 40519 da Itapemirim, este sim o último entregue a uma empresa. Nascidos juntos, fizeram história juntos.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.