ANTT nega mais um pedido de reconsideração da Gontijo e atende solicitação da Roderotas

Por Ônibus Paraibanos
Imagens
Diego Almeida Araújo

A ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres negou mais um pedido de reconsideração da Empresa Gontijo de Transportes conforme consta na Decisão de número 211 de 25 de março de 2021 publicada na edição desta terça-feira, 06/04, do Diário Oficial da União.

De acordo com a Decisão, a agência manteve os termos da Portaria nº 21, de 07 de janeiro de 2021 que deferiu o pedido da empresa CONSÓRCIO FEDERAL DE TRANSPORTES, para a inclusão dos mercados a seguir em sua Licença Operacional – LOP, de número 52:

I – De: BRASÍLIA (DF) Para: CORRENTINA (BA); e

II – De: SÃO FÉLIX DO CORIBE (BA) Para: ANÁPOLIS (GO), BRASÍLIA (DF) e GOIÂNIA (GO).

Na Portaria de número 229, a ANTT autorizou 16 empresas para a prestação do serviço de transporte rodoviário coletivo interestadual e internacional de passageiros realizado em regime de fretamento.

Já na Portaria de número 230, a agência autorizou duas empresas para a prestação do serviço regular de transporte rodoviário coletivo interestadual e internacional de passageiros, sob o regime de autorização.

Confome consta na Portaria de número 234, a ANTT deferiu o pedido da empresa Rotas de Viação do Triângulo, para a supressão do mercado a seguir, operado como seção na linha BRASÍLIA (DF) – IMPERATRIZ (MA), prefixo 12-0438-00, com a paralisação do mercado entre MIRACEMA DO TOCANTINS (TO) e IMPERATRIZ (MA) em sua Licença Operacional – LOP, de número 40.

Confira a Decisão e Portarias abaixo.

DECISÃO Nº 211, DE 25 DE MARÇO DE 2021

A SUPERINTENDENTE DE SERVIÇOS DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE PASSAGEIROS DA AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES – ANTT, no uso de suas atribuições, e em conformidade com as Resoluções nº 5.818, de de 03 de maio de 2018, e nº 5.888, de 12 de maio de 2020, e considerando o que consta no processo nº 50500.008970/2020-42, decide:

Art. 1º Conhecer o pedido de reconsideração apresentado pela EMPRESA GONTIJO DE TRANSPORTES LTDA, CNPJ nº 16.624.611/0001-40, protocolo nº 50500.006809/2021-15, e no mérito negar-lhe provimento, mantendo os termos da Portaria nº 21, de 07 de janeiro de 2021.

Art. 2º Esta Decisão entra em vigor na data de sua publicação.

PRISCILLA NUNES DE OLIVEIRA

PORTARIA Nº 229, DE 26 DE MARÇO DE 2021

A SUPERINTENDENTE DE SERVIÇOS DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE PASSAGEIROS DA AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES – ANTT, no uso de suas atribuições, e em conformidade com o inciso XII do art. 8º da Resolução nº 5.818, de 3 de maio de 2018, e o que consta no processo nº 50500.024900/2021-12, resolve:

Art. 1º Autorizar as empresas relacionadas no Anexo desta Portaria para a prestação do serviço de transporte rodoviário coletivo interestadual e internacional de passageiros realizado em regime de fretamento.

Art. 2º As autorizatárias deverão observar as condições previstas na Resolução ANTT nº 4.777, de 6 de julho de 2015, e demais normativos relacionados à prestação dos serviços de transporte rodoviário coletivo interestadual e internacional de passageiros realizado em regime de fretamento.

Art. 3º A não observância do art. 9º da Resolução ANTT nº 4.777, de 6 de julho de 2015, implica na renúncia da autorização delegada pela ANTT.

Art. 4º Será declarada a nulidade do Termo de Autorização, quando verificada a ilegalidade do ato, impedindo os efeitos jurídicos que ordinariamente deveriam produzir, além de desconstituir os já produzidos, respeitados o princípio da ampla defesa e do contraditório.

Art. 5º A autorização poderá ser extinta mediante cassação, em caso de perda das condições indispensáveis ao cumprimento do objeto da autorização ou infração grave, apuradas em processo regular instaurado conforme disposto em resolução.

Art. 6º A não observância do disposto nesta Portaria implicará na aplicação das sanções previstas em resolução específica.

Art. 7º Será disponibilizado às autorizatárias o acesso ao sistema para a emissão das licenças de viagem a partir da data de publicação desta Portaria.

Art. 8º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

PRISCILLA NUNES DE OLIVEIRA

ANEXO

RAZÃO SOCIALTAFCNPJ
ALIANÇA TRANSPORTE DE PASSAGEIROS E TURISMO LTDA00488902.367.108/0007-38
AMP TURISMO EIRELI00489039.374.892/0001-26
BETO VIAGENS E TURISMO LTDA00489140.396.123/0001-08
CLEBSON CASTRO SANTOS EIRELI00050213.281.792/0001-61
F FOGASSA TRANSPORTE DE PASSAGEIROS LTDA00489233.118.139/0001-93
GABAMAR TURISMO LTDA – ME41933121.544.251/0001-07
JANKIEL MATEUS TURISMO LTDA – ME00053425.144.820/0001-88
JC FREITAS – TRANSPORTE COLETIVO LTDA00489336.104.150/0001-92
JESUS ALTINO ANDRADE GONÇALVES LTDA00489440.522.396/0001-51
LUCIANA A. GUIMARÃES ESTELA LOCADORA – EIRELI – ME00031409.607.984/0001-48
MAM TRANSPORTES E SERVIÇOS EIRELI00489535.601.612/0001-14
MARCOS CESAR DE OLIVEIRA – EIRELI31351603.395.757/0001-10
MMS MACAE LOCAÇÕES E TRANSPORTES LTDA00489636.446.202/0001-09
OKAY TURISMO, EXCURSÕES E LOCAÇÃO DE VEÍCULOS LTDA00489704.491.188/0001-79
PATRICIA DE FÁTIMA PEREIRA DOS SANTOS EIRELI00489825.286.732/0001-10
VIAGGO VIAGENS E TURISMO LTDA00489926.817.691/0001-04

PORTARIA Nº 230, DE 26 DE MARÇO DE 2021

A SUPERINTENDENTE DE SERVIÇOS DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE PASSAGEIROS DA AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES – ANTT, no uso de suas atribuições, e em conformidade com o inciso IX do art. 8º da Resolução nº 5.818, de 03 de maio de 2018, e o que consta no processo nº 50500.024933/2021-62, resolve:

Art. 1º Autorizar as empresas relacionadas no Anexo desta Portaria para a prestação do serviço regular de transporte rodoviário coletivo interestadual e internacional de passageiros, sob o regime de autorização.

Art. 2º A autorizatária deverá observar as condições previstas na Resolução ANTT nº 4.770, de 25 de junho de 2015, e demais normativos relacionados à prestação do serviço regular de transporte rodoviário coletivo interestadual e internacional de passageiros, sob o regime de autorização.

Art. 3º A não observância do art. 24 da Resolução ANTT nº 4.770, de 25 de junho de 2015, implica na extinção da autorização delegada pela ANTT.

Art. 4º Será declarada a nulidade do Termo de Autorização, quando verificada a ilegalidade do ato, impedindo os efeitos jurídicos que ordinariamente deveriam produzir, além de desconstituir os já produzidos, respeitados o princípio da ampla defesa e do contraditório.

Art. 5º A autorização poderá ser extinta mediante cassação, em caso de perda das condições indispensáveis ao cumprimento do objeto da autorização ou infração grave, apuradas em processo regular instaurado conforme disposto em resolução.

Art. 6º A não observância do disposto nesta Portaria implicará na aplicação das sanções previstas em resolução específica.

Art. 7º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

PRISCILLA NUNES DE OLIVEIRA

ANEXO

Razão SocialCNPJTAR
L H TRANSPORTES EIRELI40.824.464/0001-370406
ZERO61 TRANSPORTE TURISMO E EVENTOS LTDA.02.870.315/0001-150407

PORTARIA Nº 234, DE 25 DE MARÇO DE 2021

A SUPERINTENDENTE DE SERVIÇOS DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE PASSAGEIROS DA AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES – ANTT, no uso de suas atribuições, e em concordância com o art. 8º da Resolução nº 5.818, de 03 de maio de 2018, e considerando o que consta no processo nº 50500.127838/2020-39, resolve:

Art. 1º Deferir o pedido da empresa Rotas de Viação do Triângulo, CNPJ nº 18.449.504/0001-59, para a supressão do mercado a seguir, operado como seção na linha BRASÍLIA (DF) – IMPERATRIZ (MA), prefixo 12-0438-00, com a paralisação do mercado em sua Licença Operacional – LOP, de número 40:

I – De: MIRACEMA DO TOCANTINS (TO) Para: IMPERATRIZ (MA)

Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

PRISCILLA NUNES DE OLIVEIRA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Os primeiros Jum Buss 360 da Gontijo Repasses de Busscar da UTIL para a Brisa Ideale 1440 da Paraíba Turismo Paradiso DD da Itabus Ideale da VIX Logística Paradiso DD da Fabbitur Paradiso DD da Martinele Transportes Ideale da Tursan Turismo Comil Svelto da Viper Transportes Cidades com Tarifa Zero