ANTT apreende 6 ônibus a serviço da Buser em Areal/RJ, na BR 040

Por ANTT
Imagens / Vídeo Equipe de fiscalização da ANTT

Ontem a noite (13/02) e até a madrugada de hoje (14/02) 06 veículos foram apreendidos em mais uma etapa da Operação Pascal 2021, com apoio da Polícia Rodoviária Federal, em Areal/RJ na BR 040.

Os 06 veículos são ônibus de empresas de turismo e foram flagrados realizando serviço de linha (circuito aberto) a serviço da Buser e o outro veículo era uma van.

O ônibus da empresa de turismo Levatur Transporte e Turismo Ltda estava realizando linha (circuito aberto) de Juiz de Fora/MG para o Cabo Frio/RJ, a serviço da Buser, sem autorização da ANTT, estava com o pára-brisa do veículo trincado, o extintor de incêndio vencido em janeiro de 2020 e o tacógrafo sem registrar nenhuma das informações no disco, colocando em risco a segurança do veículo e dos passageiros.

Roteiros dos veículos apreendidos:

Rio de Janeiro/RJ x Viçosa/MG
Rio de Janeiro/RJ x Brasília/DF
Rio de Janeiro/RJ x Belo Horizonte/MG
Juiz de Fora/MG x Cabo Frio/RJ
Belo Horizonte/MG x Cabo Frio/RJ
Belo Horizonte/MG x Rio de Janeiro/RJ

197 passageiros foram retirados do transporte clandestino.

Como tem sido prática irregular constante das empresas de turismo contratados por empresa por aplicativo, as mesmas, solicitam licença para fazer Turismo e fazem linha apresentando essa licença afim de enganar a fiscalização e os usuários que imaginam estar em uma viagem legalizada.

A fiscalização alerta que veículos autorizados para realizar linha embarcam e desembarcam em terminais rodoviários e emitem bilhetes de passagens que são documentos fiscais. Já veículos que possuem licença para fazer “turismo” não podem embarcar em terminais rodoviários, não podem emitir bilhetes de passagens e viajam com uma licença de viagem com uma lista com os nomes dos passageiros. Portanto empresas que vendem apenas o trecho de ida e possuem lista de passageiros são considerados clandestinos e estão passíveis de apreensão.

A fiscalização alerta para o perigo de viajar em veículos sem autorização considerados ‘’clandestinos’’, e que ofertas pela internet ou por aplicativos podem ser verificadas na ouvidoria da ANTT se são autorizadas a fazer linha ou apenas possuem uma licença para fazer Turismo.

Para denúncias ou dúvidas se o serviço prestado no momento é realmente legalizado junto à ANTT os usuários podem ser utilizados os canais da Ouvidoria:

Whatsapp (61) 99688-4306; telefone 166 (24 horas); e o e-mail ouvidoria[email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.