Concorrência injusta de táxi compartilhado leva prejuízo à nova empresa de ônibus em Porto Velho

De Rondonia ao Vivo
Fotos Alex Bernardes / Divulgação

Uma atividade que vem sendo exercida de forma ilegal na cidade de Porto Velho, o táxi compartilhado se tornou um problema para o serviço de transporte coletivo na capital do Estado.

Acontece, que esses taxis, que cobram o valor de R$ 5 por pessoa em cada corrida, estão buscando os passageiros nos pontos de ônibus, e o pior, utilizando o aplicativo da empresa de transporte coletivo para chegar antes nos locais de parada, levando prejuízo a quem trabalha de forma legalizada.

A JTP, empresa responsável pelo transporte coletivo já vem sentindo o impacto da concorrência desleal. Para se instalar no município a JTP realizou uma série de investimentos na compra de veículos novos, condicionadores de ar, internet e tecnologia para atender de forma plena os usuários do sistema.

Agentes de trânsito e fiscais do município devem endurecer a fiscalização nas ruas em uma tentativa de evitar que a JTP não aguente os prejuízos e termine indo embora de Porto Velho, deixando a cidade mais uma vez sem transporte coletivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Montagens de modelos com o layout da Gontijo Um clássico com as cores do Flamengo São Paulo X Teresópolis com a Viação Águia Branca Dream Bus da Itapemirim em SP e Curitiba O ônibus da capa de Girl From Rio O último Citmax do sistema de Natal Apache Vip da FAOL no “Diretão” do BRT Rio O último Ciferal Líder do intermunicipal paraibano Ideale da Solazer Viaggio da Expresso Recreio