Ônibus Paraibanos

Marcopolo terá Plano de Desvinculação Voluntária para os seus funcionários

Por Pioneiro
Imagem
Rodrigo Gomes

Uma audiência na Justiça do Trabalho de Caxias do Sul, nesta quarta-feira (16), terminou em acordo entre o Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e a Marcopolo em relação às demissões ocorridas desde o final de agosto na fabricante de ônibus. Depois da primeira audiência, no dia 31 de agosto, suspender novas demissões por 15 dias, foi estabelecido no novo encontro que a Marcopolo e a San Marino vão abrir um Plano de Desvinculação Voluntária (PDV).

As empresas vão receber as solicitações de desligamentos até o dia 25 de setembro. Alguns benefícios devem ser inseridos, como extensão do plano de saúde e cesta básica. Quem tem salário até R$ 3.135 terá oito meses de plano de saúde 100% subsidiado pela empresa e R$ 100 de vale rancho por seis meses. Trabalhadores com salário de R$ 3.135 a R$ 5 mil terão o mesmo benefício de saúde, sem o rancho. Os que recebem mais de R$ 5 mil terão seis meses de plano de saúde .

Segundo a Marcopolo, a decisão deve-se aos impactos da pandemia de covid-19 no segmento de transporte de passageiros e consequentemente nas operações da empresa.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.