Justiça determina volta do transporte público em Sorocaba

De acordo com a liminar, 40% da frota devem voltar a circular imediatamente, sob pena de multa diária de R$ 500 mil.

Por G1
Imagem Divulgação

A Justiça determinou, na tarde deste domingo (26), a volta imediata do transporte público em Sorocaba (SP). O serviço está paralisado desde sexta-feira (24).

A liminar determina que o sindicato providencie imediatamente o retorno dos trabalhadores às atividades, de modo que 40% da frota circulem na cidade, sob pena de desobediência e prisão dos representantes do sindicato, multa diária de R$ 500 mil e cancelamento do registro sindical.

Neste sábado (25), a prefeitura fez uma reunião emergencial para buscar uma saída para atender a população.

Além da ação, a Urbes registrou um boletim de ocorrência junto à Polícia Civil contra a diretoria do Sindicato dos Motoristas dos Transportes Rodoviários de Sorocaba e Região, por conta da paralisação apontada como irregular.

O Sindicato dos Rodoviários ainda não se pronunciou sobre a liminar da Justiça.

Paralisação começou sexta

Na quinta-feira (23), os ônibus municipais foram recolhidos das ruas por volta das 12h e retornaram às 16h, período em que foi realizada uma assembleia entre os motoristas. No entanto, como não houve acordo na Justiça, eles decidiram fazer um novo ato na sexta-feira.

O sindicato anunciou que o serviço ia voltar às 16h, mas os trabalhadores se recusaram a retomar as atividades alegando que muitos estavam recebendo carta de demissão.

Segundo o sindicato, os trabalhadores protestam contra a falta de pagamento do salário referente a março e do adiantamento salarial do dia 20.

Compartilhe esta matéria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.