Para atingir 100% de frota acessível, empresas de João Pessoa precisam trocar 25 ônibus

Das cinco empresas de João Pessoa, somente a Santa Maria tem a frota totalmente adaptada. Marcos da Silva está próxima de atingir a marca de 100% de sua frota adaptada.

Por Ônibus Paraibanos
Imagens Paulo Rafael Viana / Kristofer Oliveira / JC Barboza / Gilberto da Costa Junior / Henrique Gomes / Fabrício Alves

Na reunião do último dia 24 de janeiro que definiu a tarifa de ônibus em R$ 4,15 (R$ 4,00 no Passe Legal), a Semob garantiu que até o final do ano, toda a frota da cidade de João Pessoa estará 100% acessível para portadores de deficiência. O Ônibus Paraibanos fez um levantamento para saber o que efetivamente falta para isso e é bem pouco: 25 ônibus da frota de João Pessoa não possuem elevador para cadeirantes. Das 5 empresas, só a Santa Maria até o momento tem a frota integralmente adaptada.

A que está mais próxima de atingir 100% de acessibilidade é a Marcos da Silva. Os carros 09074 e 09075 chegaram de fábrica com o elevador, mas tiveram o equipamento removido por problemas técnicos anos atrás. Como são ano 2009, e portanto ultrapassaram os 10 anos de idade média, já deverão ser desligados. A empresa já providenciou os substitutos.

A Transnacional possui apenas três unidades não-adaptadas: 07022, 07039 e 07176, todos elas do modelo Torino, OF-1418, oriundos da extinta Atar Locações, de fabricação 2009 e projetados para fretamento. A empresa já deu baixa nas unidades 0749, 0770, 07073, 07205 e 07206, que não possuíam elevador.

Já a Reunidas possui sete unidades não-adaptadas: 0822, 0828, 0846, 08047, 08086, 0890 e 0892, todas elas do modelo Torino, OF-1722M, fabricadas em 2009.

A São Jorge possui treze unidades não-adaptadas: 02027, 02040, 02041, 02067, 02068, 02069, 02075, 02095 e 02096 são do modelo Svelto Midi, da Comil, encarroçadas em chassis OF-1519 Bluetec5, fabricadas em 2014. Essas unidades, apesar de dentro da idade média, não possuem elevador por terem sido projetadas para fretamento, como de fato esses carros operaram até serem aproveitados no sistema municipal, o qual terão de sair.

As outras quatro unidades são os Viales trucados 02100, 02101, 02102 e 02103, de fabricação 2009, porém sem o equipamento.

O Ônibus Paraibanos acompanhará o processo de renovação, em havendo, para saber se todos os 25 ônibus acima listados deixarão a frota até o final do ano.

*Atualizada em 26/01/2020, às 12:32

One Reply to “Para atingir 100% de frota acessível, empresas de João Pessoa precisam trocar 25 ônibus”

  1. Alan Kleber disse:

    As passagem almenta mais os ônibus continua uma seboseira em todos os sentidos. Ônibus velhos, pouca frota, demora nas paradas, falta de segurança,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.