Mais de 2,6 mil são suspeitos de fraude nos cartões de ônibus

Só em julho, foram identificados 1.410 estudantes, 130 idosos e 25 portadores de necessidades especiais burlando o sistema

Por Portal Correio
Imagem JC Barboza

Pouco mais de 2,6 mil cartões da bilhetagem eletrônica dos transportes coletivos de Campina Grande foram bloqueados pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros (Sitrans) de julho a outubro deste ano. Só em julho, foram identificados 1.410 estudantes, 130 idosos e 25 portadores de necessidades especiais burlando o sistema com fraude. Assista acima.

A fraude acontece quando o titular empresta ou vende o cartão. No ponto do ônibus, o fraudador é conhecido como ‘janelinha’, que cede o cartão ao passageiro. Depois de usá-lo para passar pela catraca, o usuário entrega o cartão de volta ao titular pela janela do ônibus.

Constatada a irregularidade, identificada por meio do sistema de biometria facial, o cartão, que é pessoal e intransferível, é bloqueado.

Polícia civil investiga fraude

A Polícia Civil já está investigando os casos, que são considerados crimes. O delegado Pedro Ivo disse que algumas informações são coletadas por câmeras de monitoramento dos próprios ônibus, que flagram pessoas terceirizando o acesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.