Viação Itapemirim terá que indenizar moradora de Bom Jesus do Norte agredida por atendente

O caso aconteceu em 2015 e a decisão foi divulgada nesta quinta-feira pela Vara Única do município.

Por Aqui Notícias
Imagem JC Barboza

A Viação Itapemirim foi condenada a indenizar em R$ 5 mil uma moradora de Bom Jesus do Norte que foi agredida por uma funcionária responsável pela venda de passagens de ônibus interestaduais. O caso aconteceu em 2015 e a decisão foi divulgada nesta quinta-feira pela Vara Única do município.

De acordo com a cliente, ela foi ao guichê de vendas da empresa com intuito de comprar uma passagem para a cidade de São Paulo. Durante o procedimento, a funcionária que lhe atendeu teria impresso a passagem sem consultá-la sobre quais poltronas estavam disponíveis. O motivo das agressões teria sido a afirmação da autora de que desejava um assento próximo à janela.

Após o pedido, a atendente deixou o guichê de vendas e passou a desferir socos e pontapés contra a autora. Em virtude das agressões, a requerente teve fraturas na falange e na mão esquerda.

Nos autos, ela pede a condenação da empresa de transportes ao pagamento de danos morais e de danos materiais referentes às despesas com passagem de ônibus intermunicipal de sua casa à unidade de saúde para troca quase diária do curativo na mão lesionada.

Em sua defesa, a empresa alegou ausência de responsabilidade pelos fatos, afirmando que a atendente envolvida no evento era funcionária da empresa que realizava a venda e emissão de passagens de transporte rodoviário. Tal alegação, de acordo com a juíza, não exime a responsabilidade da empresa.

“O guichê onde a autora efetuou a compra da passagem e fora agredida fisicamente pertence à empresa requerida […], onde constava, inclusive, a logo da empresa. Ainda que assim não fosse, a transportadora e a Agência responsável pela venda da passagem integram a cadeia de fornecedores e respondem pelo ilícito de forma solidária, podendo o consumidor optar por ajuizar a ação contra um ou contra todos”, explicou.

Em análise dos eventos, a juíza observou o depoimento de diversas testemunhas que confirmaram os fatos narrados pela autora e os laudos médicos que também comprovaram as lesões sofridas por ela. Diante das provas, a magistrada considerou procedente o pedido de indenização por danos morais. Quanto ao ressarcimento do valor relativo aos danos materiais, a juíza verificou que a requerente não apresentou documentos que comprovassem os prejuízos informados.

Desta forma, a magistrada condenou a empresa de transportes interestaduais ao pagamento de R$ 5 mil a título de danos morais.

3 Replies to “Viação Itapemirim terá que indenizar moradora de Bom Jesus do Norte agredida por atendente”

  1. Fernando de Souza disse:

    Mas vai receber rs?

  2. Luiz Carlos Direnzi disse:

    Me desculpem. Só não entendo por que divulgar tal noticia. Isso deve ocorrer em todo Brasil com diversas empresas. Sem falar que tem usuários que também se sentem o dono da verdade.
    Trata-se de uma opinião pessoal.

    • Natan disse:

      como tbm é uma ‘opinião pessoal’ que isto é notícia. Aparentemente vc se ‘incomodou’ só por conta do nome Itapemirim. É um fato, e houve um processo e um resultado de julgamento. Não pode ser divulgado pq “atenta” contra a imagem da empresa que vc gosta?

Deixe uma resposta para Luiz Carlos Direnzi Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.