Ônibus Paraibanos

Gás natural – prêmio e novo mercado

Por Antonio Ferro – Revista AutoBus
Imagens Divulgação

 

O uso de gás natural em frotas de ônibus urbanos pelo mundo mostra sua força em mercados que objetivam reduzir a poluição de seus sistemas de transporte público. É comum ler e ouvir que a eletromobilidade é o caminho para um novo modelo de mobilidade limpa nas cidades. Porém, nesse mesmo caminho há uma transição a ser seguida, que oferece um baixo impacto ao meio ambiente e que tem sua viabilidade técnica e econômica, identificada pelo gás natural ou mesmo o biometano.

Para se ter uma ideia de quão importante é o combustível na matriz energética do transporte urbano, a indústria alemã de gás premiou o modelo de ônibus Lion´s City G (articulado), produzido pela fabricante MAN Truck & Bus, por seu novo conceito em propulsão, formado pela nova série E18. Se comparado ao seu antecessor, o atual motor tem maior potência, torque e é mais compacto. Se abastecido com o biometano, torna-se uma solução ainda mais econômica e ambientalmente correta.

A montadora alemã tem uma experiência que já dura 75 anos no desenvolvimento de motores movidos a gás. Sua trajetória de sucesso atinge diversos mercados. O referido modelo Lion´s City G fez sua estreia mundial no salão IAA 2018 em Hanover, Alemanha, e tem um apelo construtivo que permite um modelo de transporte que privilegia o conforto e a acessibilidade aos passageiros.

África, mercado promissor

213-1545395479

A cidade de Abidjan, capital da Costa do Marfim, recebeu os primeiros ônibus articulados movidos a gás natural para a modernização de seu sistema de transporte público. Ao todo, 26 unidades do modelo Crealis, produzido pela Iveco Bus, serão operados nesse início pela SOTRA, operadora do transporte da cidade marfinense.

O governo local demonstra seu compromisso em renovar a frota do transporte público e promover uma mobilidade urbana sustentável, investindo em uma grande rede de ônibus. De acordo com a Iveco, seu modelo Crealis com propulsor a gás natural promove uma melhor qualidade no sistema de transporte, além de benefícios ambientais, como a redução de óxido de nitrogênio em cerca de 60% e de mais de 90% em material particulado, como também em CO² na faixa de 15%.

A escolha pelo gás natural se deu em virtude da Costa do Marfim ter grandes reservas do combustível. Além do gás, o veículo pode ser abastecido com biometano, ponto favorável para aumentar ainda mais as reduções das emissões poluentes nos cenários urbanos.

O Crealis na versão articulada (BHNS – Ônibus para Alto Nível de Serviço), com 18 metros de comprimento, traz uma grande capacidade de transporte, juntamente com um layout interno capaz de promover um ambiente moderno e confortável. Seu desenho externo, com linhas marcantes, e o acabamento, proporcionam uma atração ímpar para o passageiro. A motorização do modelo atende a norma Euro VI.

Compartilhe esta matéria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.