Metro perde concessão, e SIM assume linhas de Bayeux; portaria e resoluções foram publicadas no Diário Oficial

De Portal Ônibus Paraibanos
Por Josivandro Avelar
Imagens Gilberto da Costa Júnior / Alisson Pereira

5509

A Metro está definitivamente fora do sistema intermunicipal paraibano. A portaria que sacramentou a mudança foi publicada ontem no Diário Oficial do Estado, e foi por ela que a SIM teve a segurança de começar a operar as linhas de Bayeux.

O DER ficou de se reunir com empresários e representantes na última sexta-feira, após determinar a substituição da Metro por uma frota provisória, formada pelos ônibus da empresa que não pertenciam ao proprietário da empresa. A reunião apresentou seus resultados práticos ontem, com a publicação de uma portaria e duas resoluções.

A Portaria Nº 023, de 17 de fevereiro de 2017, autoriza a Rodoviária Santa Rita (SIM) a operar as linhas. Ela fica com cinco das seis linhas de Bayeux em caráter excepcional. A única exceção é a Imaculada, que já era e continua sendo operada pela Das Graças. A empresa já tem a concessão da linha.

fireshot-screen-capture-130-static_paraiba_pb_gov_br_2017_02_diario-oficial-18-02-2017_pdf

A portaria foi resultado de duas resoluções. A primeira delas, cancelando de maneira definitiva a concessão da Metro. Em outras palavras, ela não opera mais. Está definitivamente fora do sistema intermunicipal paraibano.

A Metro incorreu em duas penalidades. A primeira, por suspensão total dos serviços por cinco dias sem motivo justo, e a segunda, por superveniência da incapacidade técnico-operacional e econômico-financeira ou reiterada incapacidade disciplinar, devidamente comprovada – tecnicamente dizendo, a empresa não tem condições financeiras e estruturais de continuar operando.

fireshot-screen-capture-133-static_paraiba_pb_gov_br_2017_02_diario-oficial-18-02-2017_pdf fireshot-screen-capture-138-static_paraiba_pb_gov_br_2017_02_diario-oficial-18-02-2017_pdf

Com isso, a Metro chega ao fim depois de três anos e um mês de existência com esse nome. Junto com ela, encerra uma história de quase 60 anos da Empresa Antônio Wilson, que operava as linhas de Bayeux desde praticamente à fundação da cidade, que era um distrito de Santa Rita, emancipada desta em 1959.

A outra resolução, publicada após esta, recomendou a autorização de operação em caráter precário das linhas de Bayeux à quatro empresas: a SIM (Rodoviária Santa Rita), a Das Graças, a Reunidas e a Santa Maria. A Das Graças já opera sozinha a linha da Imaculada, e as empresas dos A.Cândido foram recomendadas. Desse modo, as linhas ficaram com a SIM.

fireshot-screen-capture-139-static_paraiba_pb_gov_br_2017_02_diario-oficial-18-02-2017_pdf

O resultado da reunião, além das duas resoluções acima publicadas, foi a portaria, que deu à SIM o direito de operar as linhas de Bayeux até segunda ordem. Com a segurança da portaria, ela pôde colocar os ônibus na rua, como visto ontem. Isso deve muito em breve se refletir em investimentos para as linhas; se na Metro os ônibus eram velhos e sem condições de rodar, com a SIM as linhas contam com ônibus novos e com tecnologia Euro V.

Com a operação das linhas de Bayeux, a Rodoviária Santa Rita, razão social da SIM, volta a operar linhas com origem e destino fora de Santa Rita depois de quase 40 anos. As linhas 402-Torre e 510-Tambaú, hoje da Transnacional, já foram operadas pela Santa Rita no final dos anos 1970 até o início dos anos 1980, tendo sido repassadas depois para a São Judas Tadeu.

Situação de momento

A Rodoviária Santa Rita opera duas das cinco linhas de Bayeux com ônibus de 2014 e 2016, os mais novos da empresa, adquiridos zero quilômetro. Os ônibus alugados de propriedade de Zilma Barros estavam operando ontem as demais. A tendência é que sigam operando até serem substituídos por ônibus da SIM.

O Portal Ônibus Paraibanos segue acompanhando as mudanças nas linhas de Bayeux e trará novas informações à medida que elas chegarem. E deseja boa sorte a SIM na nova empreitada.

0 comentário em “Metro perde concessão, e SIM assume linhas de Bayeux; portaria e resoluções foram publicadas no Diário Oficial”

  1. Assim como a Almeida o fim agonizante da Wilson/METRO fará com que, em 47 anos de serviços prestados, ninguém dê a mínima para a sua história de altos e baixos como vi mencionarem. Seu fim não fará falta.

    Eu, cidadão morador de Bayeux, desejo a SIM/Santa Rita e a quem vier as boas vindas.

    Eu desejo demais que a população dê uma chance a esse novo transporte. Infelizmente não dá pra ter um ônibus em todos os pontos em todas as horas para evitar o uso do transporte alternativo, mas diante do cumprimento de horários da SIM/SM desde o sábado de madrugada sua qualidade merece que a população espere só um pouco mais pelo ônibus.

    Precisamos fazer nossa parte agora que a solução chegou. Deixemos os alternativos um pouco de lado e vamos ajudar sendo simplesmente passageiros. Sem depredação ou vandalismo. Vamos dar uma justificativa a SIM/SM de que estamos agradecidos por nos dar o braço depois de tanto tempo afundados em uma situação de uma empresa afundada a mais tempo ainda!

    Vamos rodar a catraca! Dessa vez os R$ 2,70 tem fundamento, olha só no que estamos andando! Bayeux rodando com ônibus com no mínimo 3 anos de idade!

    Obrigado, muito obrigado, antes muito tarde do que nunca, ao DER!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança