Dicas de segurança contra golpes na reserva de passagem online

Fonte: Reservas Ônibus
Foto: Kristofer Oliveira

6250 Marcopolo Paradiso G7 1200 K-310 (4)

Receber ofertas e descontos de passagens rodoviárias através das redes sociais pode ser fraude. Essa é a manobra mais utilizada por golpistas e falsas agências de turismo online para ludibriar o consumidor. As empresas de viagens virtuais viraram uma verdadeira mão na roda para quem busca preço acessível e comodidade na hora de garantir o melhor assento no ônibus. O problema é que tem vários criminosos se aproveitando neste meio para pregar armadilhas. Preocupadas com a credibilidade das vendas online oferecidas por empresas idôneas, a Associação Nacional dos Transportes Públicos (Abrati), com o apoio da viação Expresso Princesa dos Campos decidiu promover um trabalho de conscientização à população.

Dicas de segurança

Quem anda com a pulga atrás da orelha e não sabe o que fazer para se ver livre de uma verdadeira emboscada pode seguir alguns passos simples para não passar apuros. A primeira coisa é verificar se o site de compra tem cadastro noCADASTUR do Ministério do Turismo, além se checar no portal oficial da companhia de ônibus desejada, se há disponibilidade de reserva por meio de agências terceirizadas. O valor da passagem é outro indicativo de fraude, por isso, compare o preço do bilhete em mais de um site, e lembre-se, se o desconto for grande, desconfiei! O CEO da Quero Passagem, empresa especializada na revenda de passagens rodoviárias de mais de 60 auto viações, Lukasz Gieranczyk, explica que as companhias de ônibus no Brasil possuem pouca margem de lucro e por esse motivo, raramente conseguem viabilizar promoções e grandes descontos.

Cartão Clonado

O crime de estelionatário que envolve a compra de passagens de ônibus e áreas no Brasil é formado por quadrilhas especializadas que utilizam cartões clonados para adquirir as passagens em um ambiente seguro e posteriormente revendê-las pela metade do preço. É por essa razão que para a justiça brasileira, quem compra os bilhetes fraudulentos também está compactando com o crime e pode até ser preso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Este conteúdo é protegido.