Gratuidades no transporte

Fonte: Mais PB
Texto: Mário Tourinho
Foto: JC Barboza

IMG_3070.JPG

Em junho de 2001, portanto há quase 15 anos, o Jornal Correio da Paraíba publicou artigo de nossa autoria com o título acima. Eis o que a respeito escrevemos:

– “A cada vez que representantes de vários segmentos sociais reúnem-se na apreciação de matéria que diga respeito à concessão ou ampliação de gratuidades no transporte coletivo, a representação do setor empresarial sempre é vista como vilã, como aquela que teria má vontade para que tais benefícios efetivem-se. E, de outro lado, tem sido muito cômodo, aos que (sem conhecimento quanto às repercussões econômicas desses benefícios – ou se fazendo não os ter) deixam-se levar pelo simples sentimento assistencialista, não se importando, portanto, se há condições para aquelas gratuidades, nem muito menos quem arcará com o respectivo ônus. Pensam – ou deixam passar a idéia – de que seja o governo o patrocinador das gratuidades pelo simples fato de haver sancionado a respectiva lei.

É preciso que a população, particularmente aquela que usa e paga o transporte coletivo, esteja cientificada de que, no sistema prevalecente, é ela própria quem banca ônus das gratuidades concedidas. Não é o governo que seja “bonzinho” ao sancionar a lei. Não é o parlamentar o “bonzinho” por haver proposto ou defendido essa mesma lei!

Nesse sistema em que não há subsídio governamental, mas tão somente um decreto ou lei determinando a gratuidade, quem arca com o ônus correspondente é o passageiro comum, aquele que paga a passagem, vez que, pelo fato de tantos deixarem de pagar esta passagem, a tarifa torna-se mais elevada para os que pagam”.

Por isso, uma passagem que para cada um poderia ser uns dois reais, passa a ser de R$ 3,00, sendo que há os que vão pagar apenas R$ 1,50 e outros nada pagam!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Busscar Vissta Buss DD da Auto Viação Catarinense A nova linha Marcopolo G8 Paradiso DD Rota Transportes com soluções Marcopolo BioSafe Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 06/2021 O novo Apache Vip Os raros El Buss da Gontijo Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental