Sabe a SIM de Porto Velho? Lá também tem Mega BRS ex-Translitorânea‏

Fonte:
Portal Ônibus Paraibanos
Matéria / Texto: Josivandro Avelar
Fotos: César Castro




Nos últimos dias, quem acompanha o portal viu notícias a respeito da SIM –
Sistema Integrado Municipal de Porto Velho. A empresa substituiu as antigas Rio
Madeira e Três Marias, que sem condições de operar, foram substituídas pela SIM
em caráter emergencial. Por conta exatamente disso, a nova empresa está
trazendo veículos seminovos de vários locais do país, até mesmo Doppio BRT –
que era de testes da Scania – foi adquirido para a nova empresa. Até mesmo um
veículo bem famoso no Rio de Janeiro foi adquirido para as operações da
empresa.

Sim,
trata-se de um dos Neobus Mega BRS, encarroçados no chassi K230 da Scania, que
foram adquiridos pela Translitorânea Turística e seriam o diferencial desta
perante as outras empresas do sistema, graças ao piso baixo, um grande
diferencial em se tratando de acessibilidade, uma vez que o acesso dos
cadeirantes se dá por uma rampa e não por elevador. Isso se a empresa não
tivesse fechado as portas. O resultado foram vários veículos tomados pelo banco
e outros vendidos. Assim, vários Mega BRS foram parar em vários cantos do país.

Além
desta única unidade de Porto Velho, os Mega BRS que pertenceram a
Translitorânea Turística podem ser encontrados em Belém (PA), Indaiatuba,
Campinas (ambas em SP), Vitória da Conquista (BA), Pato Branco (PR), Gramado
(RS), Brusque (SC), entre outras cidades de empresas que adquiriram unidades
desses veículos. E isso nem representa todos os que rodaram. A maioria dos
ônibus não possuía ar condicionado, mas havia ainda unidades climatizadas – uma
dessas até apresentada na Fetransrio – que sequer chegaram a ser emplacadas.
Uma dessas unidades foi encontrada em Registro, interior de São Paulo. Houve
até caso de um Mega BRS climatizado que não chegou a rodar no Rio nem sequer
foi emplacado, mas foi adquirido por uma empresa gaúcha – a Citral, de
Taquara-RS – e emplacado lá mesmo.

Ainda
há unidades do Mega BRS ex-Translitorânea Turística rodando no Rio. Elas estão
na Algarve, empresa que era do grupo empresarial que controlava a
Translitorânea. Antes de rodarem na Algarve, já rodaram nas empresas Andorinha,
Rio Rotas e Via Rio, que assim como a Translitorânea, também fecharam as
portas. Nas antigas garagens das empresas ainda é possível encontrar veículos
desse modelo parados.

A
história dos Mega BRS ainda tem vários capítulos para ser contada. Isso depende
de quem gostaria de investir em um veículo desses, que apesar da manutenção
complexa envolvida neles, estão saindo a preços módicos, o que explica o êxodo
desses ônibus em vários locais do país.

0 comentário em “Sabe a SIM de Porto Velho? Lá também tem Mega BRS ex-Translitorânea‏”

    1. Dependendo da região do bairro onde você mora, esse trajeto é feito via integração mesmo, pegando 601, 603 ou 513 e indo para o Terminal de Integração onde você pode pegar 301, 302, 303 ou 2300 para ir para o CCHLA ou Centro de Tecnologia, ou 3507, 3510 para ir ao HU ou para a parte de trás da universidade. O 304 contorna a universidade servindo em ambas as situações.Caso resida próximo ao Val Paraíso, há a opção direta da linha 5603.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
A nova linha Marcopolo G8 Paradiso DD Rota Transportes com soluções Marcopolo BioSafe Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 06/2021 O novo Apache Vip Os raros El Buss da Gontijo Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa