Promotor de justiça diz que paralisação do transporte público em Patos não foi determinação do MP

Fonte:
Patos on line
Foto: Ruan Silva

O cancelamento do serviço de transporte coletivo na
cidade de Patos, ocorrido na manhã desta quinta-feira (04), surpreendeu a
população e suscitou uma série de questionamentos quanto à atitude do
empresárioCélio Santos Fonseca, dono da Empresa de Transportes Nordeste,
detentora da prestação de serviço na cidade.

Segundo o promotor de Justiça Túlio Cesar Fernandes
Neves, o fato foi comunicado por meio de um ofício emitido ao Ministério
Público, onde a empresa em questão e o sindicato, informavam que haveria essa
paralisação do serviço no dia de hoje.
 
“Houve esse comunicado informando que haveria essa
paralisação em virtude de alguns desentendimentos com a gestão municipal, mas
sem especificar quais problemas ocasionaram isso. Essa decisão da empresa não
tem ligação alguma com qualquer determinação do MP”, garantiu.
O promotor ainda se referiu ao prazo para as
empresas do setor de transporte coletivo se adequarem às normas de
acessibilidade determinadas, que inclusive expira hoje, mas não afirmou que a
paralisação tenha alguma relação com esse fato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Vissta Buss 360 da 1001 Torino da Turp Transporte Viação Águia Branca estreia o Marcopolo G8 Apache Vip V da Transportes Flores Apache Vip IV da Auto Viação Vera Cruz Viação Águia Branca recebe os primeiros Marcopolo G8 Apache Vip IV da Viação Araçatuba Novos chassis rodoviários Volvo para longas distâncias Apache Vip IV com a nova identidade da N.S. Penha As novidades da Opção Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 07/2021 Apache Vip V da 1001