ANTT implanta fiscalização em tempo real na copa

Fonte:
ANTT
Foto: Clemilton Rodrigues


Um projeto piloto implantado pela Agência Nacional
de Transportes Terrestres (ANTT) tem permitido a fiscalização em tempo real em
terminais rodoviários das doze cidades-sede da Copa do Mundo. A medida, que
conta com a parceria da Ouvidoria da Agência, é coordenada pelo Centro de Controle Operacional (CCO),
núcleo criado para monitorar o transporte terrestre e dar agilidade às ações de
fiscalização.

Para acionar a ANTT, ao identificar nas rodoviárias
alguma situação irregular, o usuário deve registrar a sua demanda por meio do
telefone 166. A queixa é encaminhada pela Ouvidoria ao CCO, de onde parte o
comando para que as equipes de fiscalização confiram o problema relatado. “O
fiscal apura os fatos e busca as soluções cabíveis no local, garantindo
agilidade e satisfação do usuário”, comenta Leandro Rodrigues e Silva, gerente
de Fiscalização.
Desde o início de seu funcionamento, em 10 de
junho, o projeto já contabiliza cerca de 50 ligações. Os principais problemas
referem-se a atrasos na partida de ônibus, desrespeito ao estatuto do idoso,
bilhetes duplicados e defeito ou ausência do cinto de segurança.
A iniciativa está alinhada à diretriz da ANTT
de descentralizar as ações de fiscalização com o objetivo de garantir o
trabalho dos agentes em lugares estratégicos do País. Exemplo dessa tática é a
presença de fiscais em 14 terminais rodoviários das cidades-sede para prestar informações
sobre direitos e deveres de passageiros. “Essa ação tem impacto, sobretudo,
junto aos turistas não habituados com os serviços de transporte rodoviário de
passageiros”, esclarece Rodrigo Pinto Igreja, coordenador do CCO.
PREVENÇÃO – O trabalho preventivo realizado pelo centro de monitoramento tem
evitado transtornos e garantido o atendimento das demandas de passageiros. No
jogo entre Colômbia e Costa do Marfim, realizado em Brasília (DF), no dia 19 de
junho, a ANTT detectou antecipadamente a insuficiência de passagens entre
cidades mineiras e a capital federal.  O diagnóstico precoce possibilitou
que empresas de ônibus fossem contatadas para aumentar a oferta de bilhetes
entre essas localidades.
Entre as ações de prevenção, o transporte
clandestino tem sido combatido intensamente nas rodovias federais, com a
atuação de equipes móveis, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal
(PRF).  A ANTT também está presente em pontos de fronteira, orientando
veículos estrangeiros sobre o transporte rodoviário de passageiros e
fiscalizando o cumprimento das regras acordadas entre os países vizinhos.
Ao todo, são quase 200 agentes envolvidos na
operação Copa do Mundo, que já contabiliza 7.786 ações de fiscalização e 1.087
autos de infração lavrados. Executar serviço de transporte de passageiros em
veículo de características e especificações técnicas diferentes das
estabelecidas e retardar, injustificadamente, a prestação de transporte para os
passageiros estão entre as principais infrações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança