Ônibus Paraibanos

Conhecendo as linhas: 106 Geisel/Cruz das Armas

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos

Matéria / Texto: Kristofer Oliveira / Josivandro Avelar

Fotos: Acervo Paraíba Bus Team

A linha surgiu no fim dos anos 70 como porta de entrada
da Etur em uma das áreas que se expandia na cidade. Foi ressuscitada após doze
anos para atender a expansão do bairro, e claro, para a Reunidas marcar
presença na demanda que surge após novas moradias serem construídas, numa das
áreas que mais cresce em densidade demográfica em João Pessoa.


Surgimento

Após a metade dos anos 70 o bairro do
Geisel é fundado, recebendo o nome do presidente militar brasileiro da época. A
Canaã já havia fundado a linha para o centro via 2 de Fevereiro, a atual 202. A
mesma junto com a RB e a São Judas Tadeu chegaram a operar em conjunto a antiga
502, após uma disputa ferrenha. A implantação da Geisel via Cruz das Armas foi
um tanto tranquila, devido a Etur possuir a hegemonia do corredor 1. Porém,
devido o poderio da Etur na época, o objetivo da linha era mesmo marcar
presença em novos bairros que surgiam, evitando o crescimento das demais
empresas concorrentes.

Anos 80 e início dos 90

Em 1986 a linha recebe o prefixo 106.
O veículo que mais marca presença é o Gabriela e o Monobloco O-364, apesar de
outros aparecerem na linha esporadicamente. Assim como as demais linhas da
época, problemas de superlotação e condições de tráfego das vias do bairro são
os principais problemas. Quanto aos veículos da linha ser alvos de
manifestantes, se falando no contexto dos anos 80, soa até como algo
redundante.

No início dos anos 90 a frota da linha é composta por cinco veículos. Após a
segunda metade de 1991, a linha passa a ser operada pela nova empresa que surgiu
após disputa de herança do antigo dono da Etur, a Boa Vista, assim como as
linhas 107, 120 e I004.

Tempos na Boa Vista e o seu hiato

Na Boa Vista a empresa mantém os cinco
carros em operação na linha. O Urbanus e o Vitória são os veículos mais presentes
na linha. Em 1998 a linha 107 absorve o itinerário da 106, desativando-a. E é
assim que a linha 107 vai para a Reunidas, em 2001.

Retorno em 2010

Em março de 2010 a linha retorna, sendo operada pela Reunidas, desfazendo assim
o fusão  feita pela Boa Vista 12 anos
atrás. Se antes a linha 106 tinha cinco carros contra três do 107, o retorno da
linha traz um cenário oposto ao anterior à fusão, com três carros do 106 contra
cinco do 107. Isso se deve ao crescimento da demanda da área interna do José
Américo, que cresceu de uma forma mais acentuada do que o Geisel, bem como o
107 é a única linha a atender determinadas áreas do conjunto vizinho, enquanto
no Geisel outras linhas poderiam suplementar a demanda.

Visando uma expansão futura, a linha 106 passa a operar
já com extensão em seu itinerário, passando a atender o Residencial Recanto
Verde, no bairro do Cuiá.

Os atuais titulares do 106 são os carros 0810, 0828 e
0846. A linha é a única da Reunidas – bem como de toda a Unitrans – a não
dispor de carros adaptados.
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.