Ônibus Paraibanos

De Comil na Viação Santa Cruz

Fonte:
Transporte Mundial

Fotos: Lucas Pereira
A Viação Santa Cruz realizou a compra de 68 ônibus da marca Comill, entre
modelos rodoviários, micros e urbanos. Esses veículos vão atuar em linhas do
interior paulista e de Minas Gerais e também para fretamento. Entre os
destaques da negociação estão as seis unidades do Campione HD 4.05, voltado
para transporte executivo de alto padrão. A aquisição dos ônibus contempla o processo de renovação de
frota da Viação Santa Cruz, que atualmente conta com cerca de 800 veículos –
uma das maiores frotas no Estado de São Paulo. 

Na lista dos ônibus encomendados estão, ainda, 40
Campione 3.25 (chassis MB OF 1721), seis Campione 3.45 (O 500M), sete Svelto
(OF 1721), nove micros Piá (LO 916) e ainda os seis Campione HD 4.05 (Scania
K400 – 6×2). As unidades do HD trazem em sua estrutura a utilização de
polímeros especiais para redução de peso. A configuração apresenta itens como
banheiro, sistema de ar condicionado, 44 poltronas do tipo leito turismo,
sistema de áudio e vídeo com quatro telas de LCD de 15 polegadas e uma de 21
polegadas e frigobar. Seu design remete às linhas de carros de luxo, tanto
externamente quanto no ambiente interno, onde é possível perceber o piso
antiderrapante que imita madeira e a sofisticada iluminação por lâmpadas de
LED.

Os ônibus Campione HD irão atuar nas linhas de longa distância da Viação
Santa Cruz, ligando São Paulo ao Sul de Minas. Já as demais unidades serão
destinadas às linhas de média distância, transporte urbano e ao serviço de
fretamento disponível em 18 cidades dos dois estados.


Com matriz na cidade de Mogi Guaçu e mais de 60
anos de atuação, a empresa busca manter através do produto Comil sua linha de
excelência em serviços a fim de garantir a satisfação de seu público. Conforme
o representante da fabricante gaúcha, João Renato Martins Cesar, os veículos
adquiridos atendem essa premissa, principalmente às exigências de conforto e
segurança para passageiro e motorista, além de uma boa relação custo-benefício.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.