“O rodízio da agonia”

Fonte: Bayeux 1
Matéria/Texto: Marcos da Silva
Fotos: Thiago Martins de Souza

A
população de Bayeux tem sofrido bastante com a decadente situação do transporte
público. Nos últimos dias, as reclamações e denúncias tem sido frequentes. A
mais recente e grave reclamação é em decorrência do “rodízio” que as empresas
têm feito, ou seja, sem nenhuma consulta aos órgãos fiscalizadores e nem tão
pouco à população, as empresas acordaram para dividirem entre si as linhas dos
bairros. Por
exemplo, a cada duas semanas, uma empresa fica responsável por um bairro, o que
está gerando grandes transtornos, principalmente em relação ao cumprimento de
horários. A população se demonstra indignada com tamanho descaso. 

Segundo
próprios funcionários, esse rodízio é feito para evitar uma disputa de horários
entre as empresas, quando as mesmas estão responsáveis pelo mesmo bairro.
E
desta forma segue o transporte público de Bayeux, caótico, sem nenhum
compromisso com a população que é a maior vítima e já não suporta tanta falta
de responsabilidade por parte dos órgãos competentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apache Vip V da Matias Vissta Buss 400 da Cantelle El Buss 320 L da Solazer El Buss FT da Dom Bosco Apache Vip V da Viação Novacap Vissta Buss DD da 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 08/2021 Senior da PB Rio Apache Vip V da Viação Pendotiba Apache Vip V da N.S. Penha Vissta Buss 360 da 1001 Torino da Turp Transporte