Ônibus Paraibanos

Um novo tribus na paisagem do Brasil

Fonte: Revista Rodonal, edição 36, setembro / outubro de 1989 / Portal Ônibus Paraibanos
Fotos: Acervo Paraíba Bus Team / Equipe OCD Holding

Ontem como noticiamos, apareceu mais um dos ônibus adesivado com pinturas antigas da Viação Itapemirim e dessa vez a plotagem foi do tão conhecido, amado e odiado Tribus III da “Mirim”. Hoje postaremos o resultado de nossas pesquisas aonde achamos através do grupo Mobilidade em Foco, uma matéria falando sobre o lançamento do Tribus III modelo que foi inovador em sua época e marcou a história da empresa de ônibus mais conhecida e comentada do nosso país. Atualmente poucos são os Tribus III que ainda rodam na Itapemirim, se é que ainda rodam, já que ficaram ultrapassados junto aos modelos mais modernos que fazem parte da frota de grandes empresas concorrentes da amarelinha. Vamos a mais um matéria histórica do nosso portal nesse especial de domingo!!!
Oito anos depois de ter lançado na linha Curitiba x São Paulo o primeiro ônibus com três eixos da América Latina, a Viação Itapemirim retorna a mesma linha o pioneirismo de 1981, ao colocar em serviço na rodovia Régis Bittencourt a terceira série do Tribus. Produto de pesquisas que consumiram três anos da equipe de projetos baseada na fábrica de Cachoeiro de Itapemirim, o novo Tribus, lançado no dia 27 de outubro em Curitiba é quase que completamente um ônibus novo. Embora mantenha os mesmos 42 assentos de seu modelo anterior, é mais largo, o que permitiu ganho de conforto nas espaçosas poltronas, com forração em tecido de elevado padrão e primoroso tratamento acústico para aumentar o conforto dos passageiros.
Montado sobre chassis com suspensão pneumática e mecânica Mercedes-Benz, que pode ser também Scania ou Cummins, o novo Tribus da Itapemirim é o mais confortável ônibus rodoviário em tráfego no país. Imponente, vai destacar-se na paisagem das estradas brasileiras com seu novo visual e o porte majestoso de seus 3,40 metros de altura. Com peso bruto total de 18.500 quilos, tem excelente distribuição de peso em sua concepção de três eixos, que assegura maior estabilidade de marcha.
De linhas suaves e arredondadas, como recomendam as mais modernas técnicas de design automobilístico, o novo Tribus tem para-brisas curvos, para-choques envolventes e leveza na distribuição das duas cores predominantes na carroceria. Os vidros azuis, além de comporem o moderno visual, contribuem para o conforto nas longas viagens, reduzindo calor e a luminosidade. Extremamente silencioso em marcha, graças a seu sistema de montagem em grandes painéis de fibra, aço e alumínio, o novo Tribus é um grande avanço aos ainda protótipos fabricados no fim dos anos 70. Mantendo o terceiro eixo com rodagem simples, já que a experiência demonstrou que o rodado duplo só contribui para aumentar o arrasto e prejudicar o desempenho, o novo ônibus da Itapemirim já está em cadência de produção ao ritmo de 25 unidades por mês.

Da frota de 3 mil unidades da Itapemirim, 1.200 são Tribus, responsável por 70% dos 280 milhões de quilômetros percorridos pelos veículos da empresa. A produção, que se iniciou com seis veículos por mês, ultrapassará 300 unidades por ano e será toda absorvida pela Itapemirim e a Penha. Somente a Itapemirim transporta 12 milhões de passageiros por ano. No lançamento do novo Tribus em
Curitiba, Camilo Cola lembrou, no seu discurso, do próprio pioneirismo como transportador autônomo no Sul do país entre 1946 e 1947, levando e trazendo cargas entre São Paulo a Porto Alegre. “Muitas vezes o meu caminhão ficou atolado na Serra do Registro, em Lages, e em outras partes daquelas estradas pioneiras
inesquecíveis”, disse ele.

O presidente da Itapemirim falou também sobre a responsabilidade dos empresários rodoviário coletivo de passageiros no atendimento com regularidade, segurança e conforto aos milhões de passageiros que – dia e noite – muitas vezes em viagens de mais de 3 mil quilômetros, cruzam o Brasil de leste a oeste, de norte a sul. Disse ainda que sente orgulho pela participação da Itapemirim em significativa parcela desse mercado. Recordou, às pessoas presentes no evento, da fase pioneira do Tribus em 1970, quando a Itapemirim foi buscar no exterior a inspiração para produzir aqui mesmo o que de mais moderno se fazia no mundo, iniciando lá no Espírito Santo os estudos e pesquisas necessárias para desenvolver um ônibus que pudesse atender os padrões de conforto e segurança que a empresa requeria.

Camilo exaltou a decisão histórica da Itapemirim em produzir em escala econômica os Tribus, investindo pesadamente para multiplicar os protótipos que nos anos 70 rodaram milhares de quilômetros, o que permitiu que, no dia 1º de novembro de 1981 a Itapemirim lançasse na linha Curitiba x São Paulo o Tribus 1, o primeiro ônibus de três eixos produzido e operado no Brasil e na América Latina. “Com mais pesquisas e investimentos, em 1982 começou a produção das carrocerias pela Tecnobus, empresa do grupo Itapemirim, com pessoal, ferramental e tecnologias próprias”, disse Camilo Cola.

O novo Tribus 3, que já está circulando entre Curitiba x São Paulo, poderá entrar em breve em algumas das 300 linhas da Itapemirim no país.
Compartilhe esta matéria

4 comentários em “Um novo tribus na paisagem do Brasil”

  1. Com história Brasileira, tamanha imponencia!!! A Itapemirim se Deus quiser,e como ele mesmo, com seu infinito Poder ! Pode dar a nós brasileiros o prazer de ter de volta as bençãos dos céus sobre a V Itapemirim. Assim como Jesus abenç uma vez, para ela chegar a ter sozinha 300 linhas itapemirim, 150 linhas na Penha.e mais algumas na continental e v sudeste. com mais de 3000 onibus. Deus fara restituição a Itapemirim Patrimonio nacional.

  2. Saldade quando a Mirim fazia o transporte intermunicipal no Espirito Santo. viajava eu de cachoeiro p Marataizes,e de Vitoria – Cachoeiro de Itapemirim. foram mtas linhas vendidas p viacao Planeta. o setor sul . Belas linhas como Guarapari-vitoria,cachoeiro-castelo. sem falar no setor norte capixaba vendido p A Branca. todas linhas estaduais . ficou so as linhas interestaduais ou federais.

  3. É amigo chagava a 12 milhoes de passageiros transportados/ano. Era uma empresa no caminho das gigantes Americanas. Mas Deus é Fiel. E pode nos dar de Volta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.