O mais velho de Bayeux em operação

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos
Matéria/Texto: JC Barboza
Fotos: Marcos Filho

Como
citamos aqui em outras matérias, a cidade de Bayeux, situada na região metropolitana
de João Pessoa, possui várias raridades em operação transportando seus
passageiros nas três empresas de ônibus que operam linhas regulares municipais
e intermunicipais na cidade. E na frota de uma das empresas de Bayeux,
encontramos o ônibus mais velho do município ainda em operação. Na verdade na
mesma empresa, a TPU encontramos o mais velho da frota, porém na reserva e o
mais velho ainda em circulação transportando os usuários bayeenses. Vamos
conhecer nessa matéria quem são os mais velhos ônibus de Bayeux. 

A frota da TPU que só tem uma única linha municipal na
cidade, a Mário Andreazza X Ponte do Baralho, possui apenas três ônibus, sendo
eles o 0101, um Caio Vitória com motorização Mercedes-Benz OF-1315 de 1989, o
0102 Marcopolo Torino LN com motorização Mercedes-Benz OF-1315 de 1990 e o 0103
Marcopolo Torino LN OF-1315 de 1992.
Os dois primeiros são respectivamente os ônibus que estão a mais tempo em
operação, sendo que o 0101, que faz parte da frota reserva da TPU, só roda no
máximo umas duas vezes por mês e o 0102 é o mais velho que ainda opera.

O atual 0102 da TPU foi repassado pela Wilson á empresa
aonde possuía a numeração 5516 e quando da sua chegada era efetivo da linha
Circular Sesi e antes de ser repassado a TPU, era reserva da Wilson.
O atual 0102 da TPU

4 comentários em “O mais velho de Bayeux em operação”

  1. Alisson da Busscar

    Esqueceram do Torino LN da Almeida que normalmente faz Mario Andreazza. Quando fiz um "checklist" pro blog Caos Bayeux consultei no Detran a placa dele, ele também é de 89.

  2. Na crua realidade, é uma lástima que ônibus assim decrépitos ainda circulem. Uma verdadeira temeridade para os usuários e a população em geral, que têm que conviver com altíssimos níveis de poluição sonora, atmosférica E VISUAL, além do alarmente risco de avarias, acidentes, panes e, por consequência, atrasos, prejuízos, feridos e mortos. Muito melhor seria ter lido uma matéria sobre "os novíssimos, confortáveis, confiáveis e extremamente seguros ônibus, etc…."

  3. Eu sou a favor de uma "nostalgia do transporte coletivo" para contemplar os busólogos e saudosistas em geral!
    Claro que isso seria de forma esporádica, pois toda cidade grande gosta de um transporte moderno e de qualidade. É um serviço concedido pelo poder público, o qual os cidadãos contribuintes têm direito a um mínimo de conforto!
    Aqui em Porto Alegre, a vida útil regulamentar dos ônibus é de 10 anos. E o tempo máximo de circulação é de 13 anos, impreterivelmente. Mas é muito relativo, depende muito de como as empresas e os motoristas tratam a manutenção dos veículos. Já houve ônibus que chegando ao 10º aniversário, não parecia tão sucateado. E também teve carros que gastavam muito e faziam muito barulho, tanto que tiveram de ser retirados com uns 7 anos de uso.
    Guilherme M. – funcionário público e busólogo – Porto Alegre/RS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança Novos Paradiso DD da Catedral Relembre os Alphas do intermunicipal paraibano