A garagem da Rio Tinto em Rio Tinto

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos
Matéria/Texto: JC Barboza
Fotos: JC Barboza/Paulo Rafael Viana

Desde
1966, ano de sua fundação, a Viação Rio Tinto está presente na cidade que
batiza a empresa, inicialmente com a João Pessoa X Rio Tinto, depois com as
linhas partindo da capital paraibana para Baía da Traição, para a própria Rio
Tinto mas passando por Sapé. Mas curiosamente, mesmo sendo a principal e única
empresa de ônibus da cidade (as demais linhas que circulam em Rio Tinto são de
responsabilidade de particulares), só passou a ter garagem na cidade em meados
do anos 80. Anteriormente os ônibus da empresa ficavam estacionados no portão
da entrada principal da antiga fábrica de tecidos Rio Tinto, aonde se
realizavam os embarques e desembarques das linhas da empresa já que a cidade
nunca possuiu um terminal para as linhas oriundas da capital ou de outros
municípios circunvizinhos, somente a linha vinda de Mamanguape. 

A
Companhia de tecidos Rio Tinto que teve sua fábrica inaugurada em 1924 e ao
longo dos anos foi sinônimo de prosperidade para o Vale do Mamanguape, região
aonde está localizada a cidade. Com a morte em 1946 do coronel Frederico
Lundgren, fundador tanto da Companhia de tecidos e da cidade de Rio Tinto, os
negócio começaram a desandar, devido a uma forte crise nacional que afetou todo
o interior do país e até mesmo devido aos herdeiros da família Lundgren não
terem a mesma habilidade comercial que os patriarcas da família tiveram para
fazerem tanto sucesso a frente da companhia.

Vejam fotos internas da antiga fábrica que hoje, parte dela se tornou o campus litoral norte da UFPB:

Com
o passar dos anos, a crise da companhia foi piorando. Passaram-se as décadas de
60, 70, 80 e até que em 1990 a Companhia de Tecidos Rio Tinto encerrou
atividades virando um grande elefante branco, deixando imóveis utilizados pela
fábrica ociosos que poderiam ser usados para outras atividades, claro se
houvessem interessados.
E
foi num desses imóveis, o galpão de tecidos da fábrica aonde guardavam os
tecidos já prontos, situado a Travessa Manoel Gonçalves IV s/n no centro da cidade, aonde a Viação Rio Tinto se instalou poucos anos antes do
encerramento da fábrica (em 1986, para ser mais exato), já que fazia um certo tempo que esse galpão já se
encontrava desativado.

A
empresa reformou o galpão, criou uma infraestrutura, com banheiros, sala de
espera, guichê para aquisição de passagens, além do local para guarda dos
ônibus que inclui um lava jato e local para abastecimento dos ônibus. O local
se transformou além da garagem da empresa em Rio Tinto, numa espécie de
rodoviária da cidade já que lá também são feitos os embarques e a maioria dos
desembarques das linhas da empresa na cidade.
Em
2007 houve um desabamento parcial do teto o que ocasionou uma reforma geral na
garagem que foi reinaugurada em 2008.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança Novos Paradiso DD da Catedral Relembre os Alphas do intermunicipal paraibano