Bilhetagem Eletrônica gera inúmeras vantagens para os usuários

Fonte:
PB Agora
A cidade
de João Pessoa já tem uma das frotas mais novas dentre as capitais brasileiras,
um dos maiores volumes per capita de ônibus especiais e, ainda opera com 100%
das suas linhas com bilhetagem eletrônica. Para tanto, desde dezembro de 2006,
a Associação das Empresas de Transportes Coletivos Urbanos de João Pessoa
(AETC-JP) optou pela utilização dos cartões “Passe Legal”, vale-transporte e
cidadão para o pagamento da tarifa nos ônibus. Com eles, os usuários apenas
aproximam o cartão do validador (equipamento embarcado no ônibus) para que seja
reconhecido o crédito e a roleta liberada. Leia mais aqui!

O uso
da tecnologia de ponta proporciona mais segurança e agilidade ao passageiro na
hora do embarque porque dispensa o manuseio de dinheiro ou tíquetes nas paradas
ou dentro dos veículos, eliminando problemas com o troco e reduzindo, assim, o
risco de assaltos. “Com a utilização do cartão “Passe Legal” foi
diminuído significativamente o uso de dinheiro nos ônibus, o que favorece tanto
na questão do troco, como principalmente, na segurança dos passageiros e
operadores, no caso de assaltos e roubos,” enfatizou o diretor institucional da
AETC-JP, Mário Tourinho.

Embora o sistema seja bem moderno e traga uma série de vantagens para
o usuário, algumas pessoas ainda preferem utilizar os ônibus pagando as
passagens em espécie, e nem se dão conta de que estão perdendo a oportunidade
de até economizar em seus deslocamentos. Com o cartão “Passe Legal” o
passageiro pode andar em dois ônibus e pagar apenas uma passagem, através da
integração temporal, que pode ser feita em qualquer uma das 86 linhas de forma
gratuita e dentro do tempo 30 minutos. Há ainda, o benefício da integração
temporal das linhas intermunicipais que circulam de forma integrada nas cidades
de Bayeux, Santa Rita, Conde e Cabedelo. “Quem não tem o cartão da bilhetagem,
não pode usufruir das vantagens das Integrações que possibilita o passageiro
andar em dois ônibus e pagar apenas uma passagem”, destaca Mário.

Ainda de acordo com o diretor, outra vantagem do sistema é que no caso
de extravio do bilhete eletrônico, os créditos não são perdidos, já que o
usuário cadastrado na AETC-JP pode resgatá-los, comprando uma segunda-via do
cartão. “Para resgatar os seus créditos, primeiramente o usuário deverá efetuar
o seu registro de perca ou roubo do cartão junto a AETC-JP, para que seja feito
automaticamente o bloqueio do mesmo e, posteriormente, no prazo de até 48
horas, o resgate do saldo de créditos”, exemplificou ele.

Mário lembra ainda que para registrar o extravio do cartão “Passe Legal”, no
caso do Passe Legal Estudante e Cartão Cidadão pode ser feito diretamente na
sede da AETC-JP na Rua 13 de Maio, no Centro da cidade, ou através do telefone
3221-9092, durante o horário de funcionamento que é de 2ª a 6ª, das 8h às
16h30, sem intervalo para almoço. “Já no caso do vale-transporte, as empresas
cadastradas contam também com o e-mail [email protected], através do
qual pode ser realizado tanto o registro de extravio do cartão, como ainda, a
recarga de novos créditos do mesmo”, complementou. “Para registrar a ocorrência
o usuário precisa informar tanto na AETC-JP, quanto por e-mail, o número do
cartão ‘Passe Legal’ e o seu nome completo”, finalizou Mário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança