Ônibus Paraibanos

Série histórica – Garagens

Fonte: Rota Bus PB
Matéria/Texto: Kristofer Oliveira
Fotos: Acervo Paraíba Bus Team
Colaboração: Paulo Rafael Viana/Marcos Filho/Josivandro Avelar/Massilon Junior/Phillipe Figueiredo/Fábio Gonçalves

Vamos viajar no tempo e conhecer algumas das garagens das empresas extintas ou não de João Pessoa.
Localizada
no Cristo, este galpão da DMX Logística no passado serviu como garagem da
empresa Canaã, que operava linhas no Geisel, Cristo, Ceasa e José Américo.
Possivelmente após ser adquirida pela São Judas Tadeu, esta transferiu sua
garagem para esse lugar, até a empresa ser comprada pela Transnacional no fim
de 1988.

Canaã/São Judas Tadeu

Localizada
no Cristo, este galpão da DMX Logística no passado serviu como garagem da
empresa Canaã, que operava linhas no Geisel, Cristo, Ceasa e José Américo.
Possivelmente após ser adquirida pela São Judas Tadeu, esta transferiu sua
garagem para esse lugar, até a empresa ser comprada pela Transnacional no fim
de 1988.

A garagem nos tempos da Canaâ
1° de Maio

Quem
passa por esse lugar na orla de Tambaú, no largo do Centro Turístico, não tem o
conhecimento que ao redor funcionou a garagem de uma empresa urbana. A garagem,
na verdade, ficava no quintal da casa da proprietária da pequena viação que
operava a linha de Tambaú/Cabo Branco via João Agripino ao centro. O terminal
dessa linha ficava em frente a garagem, do outro lado da rua. A empresa foi vendida
em 1976 para a Viação Senhor do Bonfim, mas antes, o seu terminal e garagem
foram modificados para o bairro de Manaíra.
Boa Vista (urbana e rodoviária), Gaivota, Boa Esperança, Cruzeiro e Progresso
 

Essas
cinco empresas citadas acima tiveram suas garagens no mesmo perímetro vizinho,
uma ao lado da outra, no bairro de Cruz das Armas. 

As primeiras a ocuparem o espaço foram as empresas rodoviárias da família
Camelo, a Gaivota e a Boa Vista. Após ambas serem vendidas, a Cruzeiro e a
Progresso ocuparam o espaço. 

A empresa paraense, a Boa Esperança, enquanto esteve presente na Paraíba também
utilizou esse espaço.

A Boa Vista urbana, fundada em 1991, ocupou esse lugar, sendo a primeira
garagem dela, mas após reclamação da vizinhança com o barulho dos ônibus em
manutenção de madrugada teve que transferir sua garagem para o Muçu Magro, no
Valentina.

A última empresa a ocupar esse lugar foi a Progresso, que transferiu sua
garagem na última década para a cidade de Bayeux, na beira da BR101/230.

Atualmente o local serve de depósito.


Boa Vista

 
Essa
empresa urbana teve vida curta e sua garagem mais ainda. A empresa durou de
1991 e começou o processo de venda em 2001, sendo totalmente vendida para a São
Jorge em 2002, ano que esse garagem foi desativada. Após, virou um depósito de
uma empresa de limpeza urbana. Atualmente, é um posto de combustível em
construção. 

Sua ex garagem está localizada no Muçu Magro, no acesso a PB-008 e a Praia do
Sol/Barra de Gramame.


Etur / Boa Viagem

 
Na
certa após a garagem da Viação Bonfim (que ocupa o local da sua garagem desde
os anos 40), essa foi a garagem que mais tempo passou ativa, do fim dos anos 60
até o ano passado, no Distrito Industrial. 



Até 1994 o local
serviu de garagem para a Etur, e após a falência da mesma, o local serviu como
garagem da Boa Viagem, empresa fundada pela família Azevedo, que herdou o que
sobrou da Etur após a Reunidas pegar a concessão de algumas linhas.



Na década passada,
a Boa Viagem passou pelas mãos dos grupos do RJ, TAU e CG & Penha Rio, até
ser vendida para o Grupo A Cândido no fim de 2009. Em 2010, a Boa Viagem muda
de nome para Santa Maria e no mesmo ano muda de garagem, ficando no antigo
pátio da Unidas, no mesmo bairro.



Atualmente a
empresa serve de “depósito” do Grupo A Cândido. Foi nessa garagem que
os articulados da Unitrans e outros carros ficaram guardados até entrarem em
operação.
 
Setusa
 
A
empresa urbana estatal ocupou esse espaço no Distrito Industrial enquanto durou
a sua vida. Foi desativada em 1996 após a Transnacional arrematar em leilão a
Setusa.



Marcos da Silva
A Marcos
da Silva nasceu no bairro de Jaguaribe e era famosa nos anos 70 por sua linha
“Circular ABC”, sendo esse ABC um famoso e tradicional educandário do
bairro por onde a linha de Jaguaribe que ligava o bairro ao centro passava.



Sua garagem ficava
na esquina da Av 1º de Maio, nas proximidades do atual IFPB.
 
A
empresa colocava nessa pracinha os ônibus após o processo de higienização e
lavagem.
Imagem antiga da garagem nos tempos de greve
Imagem da antiga garagem nos tempos de greve

Mandacaruense /
Marcos da Silva

A
Mandacaruense ocupou esse local até transferir a sua garagem para o atual
lugar. Após sair, a Marcos da Silva o ocupou por um pequeno tempo até concluir
a sua atual garagem no Altiplano.
A Mandacaruense ocupando o local
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.