Condução Econômica pode beneficiar transporte coletivo

Fonte: MS Notícias
Foto: JC Barboza

Diariamente o transporte urbano e
rodoviário, recebe um grande fluxo de passageiros. O simples fato do excesso de
paradas para embarque e desembarque, principalmente no ônibus coletivo, gera
uma tendência de desgastes e consumo excessivo de combustível. O alto consumo
pesa no bolso dos usuários e também no orçamento das empresas do ramo. Para
conter os gastos, é preciso conhecer noções de condução econômica, pois o
condutor é o principal elemento para a economia e preservação do veículo.

As noções de Condução Econômica visam
dar ao motorista, orientações de como se realiza a correta utilização dos
recursos disponíveis no veículo, contribuindo para uma direção segura e
econômica. Esta prática proporciona uma maior rentabilidade e melhora o funcionamento
do veículo.
Vale lembrar, que nesta semana, a
Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, reajustou com alta de 2,87%
o preço das tarifas no transporte interestadual e internacional de passageiros
semiurbano, devido ao índice de inflação no preço de itens essenciais como, o
combustível, lubrificantes, peças e acessórios.
Para o instrutor do Sest Senat, Moacir Sallet, além dos reajustes e inflações, outros fatores
também podem influenciar no orçamento. “As rotas extensas realizadas pelos
ônibus, o tempo que o veículo fica em circulação, as condições gerais da pista
e principalmente o hábito de condução do motorista, influenciam diretamente no
aumento do consumo e no desgaste das peças do veículo”.
Para conter os gastos, preservar a
mecânica (peças), e assim aumentar o tempo de vida útil do meio de transporte,
o instrutor Moacir Sallet, disponibiliza algumas dicas básicas de condução
econômica. Os resultados desta prática podem beneficiar os usuários, os
trabalhadores e também as empresas no setor de Transporte.
Dicas básicas para
condução econômica em Ônibus:
-Conhecer a dinâmica do trânsito, como
a velocidade das vias e o aproveitamento de “ondas Verde”;
-Buscar informações técnicas para fazer
uso correto dos modernos recursos disponíveis nos veículos;
– Mudar os hábitos de condução (estar
sempre motivado e aberto a novos conhecimentos, para que possa substituir
velhos hábitos que geravam gastos desnecessários);
– Evitar a troca de marchas
desnecessárias; 
– Evitar arrancadas e freadas bruscas;
sempre que possível, use o freio motor;
– Evitar acelerações a fundo e
velocidades inconstantes; 
– Acompanhar as informações do
contagiro e do painel de controle; 
– Se antecipar às situações do
trânsito, pois isso gera aceleração e frenagens desnecessárias. 
– Manter cuidados básicos com a
manutenção (manutenção preventiva sai mais em conta do que a manutenção
corretiva); 
– Verificar diariamente a pressão dos
pneus, parte elétrica e equipamentos obrigatórios; 
-Estar atento durante os deslocamentos,
pois a situação do trânsito muda a cada momento;

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 08/2021 Senior da PB Rio Apache Vip V da Viação Pendotiba Apache Vip V da N.S. Penha Vissta Buss 360 da 1001 Torino da Turp Transporte Viação Águia Branca estreia o Marcopolo G8 Apache Vip V da Transportes Flores Apache Vip IV da Auto Viação Vera Cruz Viação Águia Branca recebe os primeiros Marcopolo G8 Apache Vip IV da Viação Araçatuba Novos chassis rodoviários Volvo para longas distâncias