Ônibus Paraibanos

Condução Econômica pode beneficiar transporte coletivo

Fonte: MS Notícias
Foto: JC Barboza

Diariamente o transporte urbano e
rodoviário, recebe um grande fluxo de passageiros. O simples fato do excesso de
paradas para embarque e desembarque, principalmente no ônibus coletivo, gera
uma tendência de desgastes e consumo excessivo de combustível. O alto consumo
pesa no bolso dos usuários e também no orçamento das empresas do ramo. Para
conter os gastos, é preciso conhecer noções de condução econômica, pois o
condutor é o principal elemento para a economia e preservação do veículo.

As noções de Condução Econômica visam
dar ao motorista, orientações de como se realiza a correta utilização dos
recursos disponíveis no veículo, contribuindo para uma direção segura e
econômica. Esta prática proporciona uma maior rentabilidade e melhora o funcionamento
do veículo.
Vale lembrar, que nesta semana, a
Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, reajustou com alta de 2,87%
o preço das tarifas no transporte interestadual e internacional de passageiros
semiurbano, devido ao índice de inflação no preço de itens essenciais como, o
combustível, lubrificantes, peças e acessórios.
Para o instrutor do Sest Senat, Moacir Sallet, além dos reajustes e inflações, outros fatores
também podem influenciar no orçamento. “As rotas extensas realizadas pelos
ônibus, o tempo que o veículo fica em circulação, as condições gerais da pista
e principalmente o hábito de condução do motorista, influenciam diretamente no
aumento do consumo e no desgaste das peças do veículo”.
Para conter os gastos, preservar a
mecânica (peças), e assim aumentar o tempo de vida útil do meio de transporte,
o instrutor Moacir Sallet, disponibiliza algumas dicas básicas de condução
econômica. Os resultados desta prática podem beneficiar os usuários, os
trabalhadores e também as empresas no setor de Transporte.
Dicas básicas para
condução econômica em Ônibus:
-Conhecer a dinâmica do trânsito, como
a velocidade das vias e o aproveitamento de “ondas Verde”;
-Buscar informações técnicas para fazer
uso correto dos modernos recursos disponíveis nos veículos;
– Mudar os hábitos de condução (estar
sempre motivado e aberto a novos conhecimentos, para que possa substituir
velhos hábitos que geravam gastos desnecessários);
– Evitar a troca de marchas
desnecessárias; 
– Evitar arrancadas e freadas bruscas;
sempre que possível, use o freio motor;
– Evitar acelerações a fundo e
velocidades inconstantes; 
– Acompanhar as informações do
contagiro e do painel de controle; 
– Se antecipar às situações do
trânsito, pois isso gera aceleração e frenagens desnecessárias. 
– Manter cuidados básicos com a
manutenção (manutenção preventiva sai mais em conta do que a manutenção
corretiva); 
– Verificar diariamente a pressão dos
pneus, parte elétrica e equipamentos obrigatórios; 
-Estar atento durante os deslocamentos,
pois a situação do trânsito muda a cada momento;
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.