Ônibus Paraibanos

Petrobrás diz que postos com S 50 aumentaram, mas quantidade comercializada ainda é pequena

Fonte: Canal do Ônibus
Matéria/Texto: Adamo Bazani

Não foi somente o preço menor dos ônibus e caminhões com tecnologia de emissão de poluentes que vigorou até 31 de dezembro de 2011 que fez com que os frotistas corressem às concessionárias e antecipassem a renovação dos seus veículos.
Mesmo sendo o principal motivo, já que os ônibus e caminhões hoje, com a tecnologia Euro V, que emitem menos poluição, são 15% mais caros, o pouco conhecimento sobre o ARLA 32 (um líquido que faz com que a redução de óxidos de nitrogênio ocorra de fato em alguns modelos de motores) e o medo de falta do diesel S 50 ajudaram na postura conservadora dos empresários.

Os ônibus urbanos, desde 2009, gradativamente por região, já iam utilizando o novo diesel. Mas os ônibus de fretamento, rodoviários e caminhões foram obrigados a partir deste ano.
O diesel S 50 (com 50 partículas de enxofre por milhão – possui menor teor de enxofre) tem de ser usado nos veículos de tecnologias antigas, mas é imprescindível no ônibus e caminhões que seguem a determinação do Proconve P 7 – Euro V. Sem o combustível novo, com o tempo, o motor e outros componentes podem sofrer graves danos.
Empresas de ônibus de regiões mais afastadas, mesmo comprando direto de distribuidoras, e caminhoneiros e transportadores de passageiros autônomos se queixam ainda do número reduzido de postos com o novo combustível (nem tão novo assim).
Mas a Petrobrás diz que o número de estabelecimentos com o S 50 tem aumentado.
Nesta terça-feira, dia 10 de julho de 2012, a estatal informou que o total estabelecimentos com a bandeira da marca que possuem o diesel mais limpo chegou a 1400. entre outras bandeiras, são cerca de 3.500 estabelecimentos.
De acordo com a Petrobrás, as dificuldades maiores para ampliação da rede de combustível estão os problemas logísticos e a adaptação dos postos, que exigem novos tanques e bombas separadas. Para isso, até agora, a empresa diz ter investido R$ 500 milhões em sua bandeira.
Apesar de a ampliação significar que 91% dos postos Petrobrás com diesel S 50 estão a menos de 100 quilômetros de distância uns dos outros, a quantidade de diesel S 50 comercializada pela marca nas bombas ainda é pequena: apenas 8,8% do diesel vendido pela Petrobrás são S 50.
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.