Ônibus Paraibanos

Quem não quer ir a Cachoeiro de Itapemirim?

Fonte: Inbus Transport / Portal Ônibus Paraibanos
Fotos: Jackson Muniz (*)

A história da Viação Itapemirim tem em sua marca inconfundível, seus ônibus de cor amarela que rodam pelas estradas brasileiras, cujo início de tudo foi a aquisição de um caminhão Ford ano 46 movido a diesel por Camilo Cola, natural da pequena Castelo/ES. Em setembro de 1948 ingressa nos meios do transporte coletivo de passageiros, com a fundação da ETA, Empresa de Transportes Auto Ltda. com apenas um ônibus, percorrendo um trecho de 40 Km em duas horas e meia de viagem. Vejam aqui nessa matéria um pouco da história da Itapemirim, além de fotos exclusivas de Jackson Muniz na garagem-sede da empresa no estado do Espírito Santo!

Em julho de 1953 é fundada a Viação Itapemirim Ltda. com um porte expressivo composto por sete sócios e a maior empresa de transporte capixaba (com 29 veículos) e a primeira linha interestadual ligando Vitória ao Rio de Janeiro (com carroceria Grassi de 42 passageiros e marca FNM). Na década de 1960 faz a aquisição dos moderníssimos e confortáveis monoblocos da marca Mercedes-Benz, que em 1969 começa a utilizar a cor amarela em seus ônibus, criando e estabelecendo o desenvolvimento dos serviços de transporte de passageiros em todo o país.

Primeiras rotas interestaduais da empresa

Rio X Salvador – 1967 (Primeira ligação com o Nordeste)
Rio X Brasília – 1968
Belo Horizonte X Brasília – 1969
Campina Grande X São Paulo – 1970
João Pessoa X Rio – 1970
Rio X Recife – 1970 (A frota da empresa tinha mais de 600 ônibus)
Fortaleza X Rio – 1973
Fortaleza X São Paulo – 1973
Teresina X São Paulo – 1975

No ano de 1976 apresenta um projeto audacioso de um ônibus rodoviário de três eixos montado num monobloco O-326, juntamente com a expansão das empresas Penha (de 1973) e Pensatur (Turismo), sendo que em 1980 (já a maior empresa de ônibus do Brasil com 1,5 mil ônibus veículos) apresenta o Tribus (efetivamente o primeiro ônibus de três eixos nacional – plataformas Mercedes-Benz e carrocerias Ciferal e Nielson) com forte e intensiva campanha publicitária, cuja estréia deu-se na ligação rodoviária mais importante do Brasil: a Rio X São Paulo (com a aquisição da empresa Única que pertencia ao Grupo Caio).

Nesse contexto, a Itapemirim participaria do pool de empresas na ligação paulista e carioca, surgindo a ponte rodoviária, numa expressiva economia de combustível.

No comando do seu fundador, Camilo Cola, seis anos mais tarde, a empresa diversifica suas atividades empresariais e industriais: aperfeiçoamento a fábrica de ônibus em Cachoeiro do Itapemirim, ES com a Tecnobus Serviços, Comércio e indústria Ltda. (Na fabricação do modelo rodoviário Tecnobus I) e efetuando importantes aquisições do setor (Expresso Continental, Viação Sudeste e a Centauro Transportes).

Atendendo a demanda interna, apresenta a versão número 2 do Tribus (1988), a carroceria Superbus (2 eixos de 1992) e o Starbus (primeiro ônibus executivo do Brasil) rodoviário de três eixos datado de 1995. A empresa passa os próximos anos a ser administrada pela Corporação Itapemirim englobando 30 empresas.

Museu pessoal da Viação Itapemirim na sua sede

Em 1998 surge o Golden Service na linha Rio X São Paulo, bem como o Cinebus (Primeiro ônibus do Brasil a possuir um telão a bordo, para exibição de dois filmes durante as viagens). A subsidiária Tecnobus passa então a produzir furgões para o transporte de cargas leves e a versão número 4 do seu ônibus.

Na comemoração do cinquentenário realizado no ano de 2003, a Itapemirim incorpora novos modelos á frota, com detalhes alusivos aos 50 anos de estradas no país. Em 2005 apresenta o ônibus biblioteca. No ano de 2008 pela primeira vez em sua história a Itapemirim adquire veículos da marca Volvo. São 40 chassis B12R, com motores de 420cv e configuração de eixos 6×2, equipados com o exclusivo ESP (Eletronic Stability Program), um avançado sistema de segurança que reduz os riscos de capotamento em manobras de emergência e em curvas fechadas. Em todo esse tempo, a empresa passa então a otimizar suas coligadas e num processo administrativo permite equacionar e otimizar as rotas, ficando na estrutuação somente a empresa Itapemirim, em sua expressiva responsabilidade patenteada no transporte coletivo interestadual.

Empresas do Grupo Itapemirim

Complexo Pindobas (agrícola e agropecuário)

Itapemirim Cargas (transporte de cargas)

Itabira (gráfica e marketing)

Rede Flecha (hotelaria e alimentação)

Marbrasa (mineração)

Fiat Cola e Samadisa (veículos e autopeças)

MC Massad Cola (marketing e comunicação)

Itabira (seguros)

Sossai (veículos e peças Toyota)

Atualmente a empresa conta com certificação ISO 9002 e 14000 ambiental e sede administrativa em Guarulhos, SP. São 1,2 mil veículos transportando 4 milhões de passageiros/km ano pelos diferentes pontos brasileiros. Na companhia estão contabilizados 1,92 mil colaboradores para dirigir a Itapemirim pelos caminhos do Brasil.

Recentemente o motorista da Itapemirim Jackson Muniz, residente em Dona Inês/PB, membro e amigo do nosso Portal Ônibus Paraibanos, e do nosso grupo Paraíba Bus Team ®, esteve na sede da empresa em Cachoeiro de Itapemirim no estado do Espírito Santo. Ele fez fotos incríveis da grande garagem, além de várias raridades que vocês foram conferindo ao longo da matéria. Aqui abaixo deixamos mais registros, além de agradecimentos ao Jackson Muniz, link da galeria com mais fotos. Confiram:

Parte do pátio da garagem

Monobloco Mercedes-Benz O-326 usado dentro da garagem como transporte de peças pesadas, como motores, caixas de marcha, etc

 

O “Camilomóvel”, uma adaptação de Kombi para passear e circular dentro da garagem

Ciferal Jardineira, na garagem guardado, encarroçado em chassi OH-1420 da Mercedes-Benz

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.