Ônibus Paraibanos

Ônibus híbrido é exposto na conferência Rio+20

Fonte: Portal Webtranspo

Na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, está exposto um exemplo da sustentabilidade, que tanto os líderes mundiais discutirão durante o evento, o ônibus híbrido usado nas dependências da Usina de Itaipu. O modelo é movido por uma combinação de motor elétrico e a etanol. Saibam mais!

O veículo foi projetado por um consórcio capitaneado pela Eletra, empresa brasileira que desenvolve tecnologia de tração elétrica para ônibus urbano. A companhia é especializada neste tipo de solução e foi responsável pelo primeiro coletivo híbrido com tecnologia nacional, que iniciou suas atividades, em São Paulo, em 1999.
O ônibus híbrido é uma combinação de propulsão abastecida com duas matrizes energéticas diferentes, no caso do veículo exposto, na Rio+20: etanol, e bateria elétrica. O modelo possui um motor abastecido com o combustível a base de cana-de-açúcar, que fornece energia para o motor elétrico que traciona o veículo. Esta tecnologia garante, ainda, o reaproveitamento da energia que seria dispersa nas frenagens do veículo. Com esta combinação de diferentes fontes energéticas, há uma redução significativa de material particulado e de monóxido de carbono lançados na atmosfera.
Para Iêda Maria Oliveira, gerente comercial da Eletra, o modelo utilizado é uma proposta viável para as grandes cidades diminuírem o nível de emissão de poluentes com suas frotas de coletivos. “O ônibus híbrido faz uso da energia elétrica com geração a bordo, de forma eficiente e com baixos níveis de emissão. Trata-se de um veículo muito mais versátil com um custo-benefício bastante interessante”, comenta. O consórcio responsável pela fabricação do ônibus híbrido que circula na Itaipu é composto pelas empresas: Eletra, Weg, Mascarello, Mitsubishi, Tutto e Euroar.
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.