Ônibus Paraibanos

Um dia após a notícia do aumento das passagens dos coletivos em João Pessoa…

Matéria por Paulo Rafael Viana
, com banners procedentes de compartilhamentos em redes sociais
Em menos de 24 horas após a notícia de que as passagens dos ônibus urbanos de João Pessoa aumentarão dos atuais R$ 2,10 para R$ 2,30, muitas pessoas já se manifestam nas redes sociais da internet. Vários banners virtuais repudiando e criticando o aumento de aproximadamente 9,5% em relação ao valor atual já estão circulando e sendo compartilhados através de redes como Twitter, Orkut e Facebook. O exibido ao lado por exemplo, representa no boneco à esquerda um empresário ou cobrador, “assaltando” o boneco à direita representando os passageiros, diante da catraca com a frase “2 e 30 é um assalto”. Vejam nessa postagem mais sobre essas imagens.

Os “memes” já viraram mania entre os participantes das redes sociais. Tratam-se de personagens em desenhos toscos, muitas vezes mal feitos, porém representam uma história, quadrinhos ou uma simples frase acompanhada de um desses personagens trazendo alguma historinha ou sentido no banner. Nesse banner ao lado, o meme conhecido como “Uii”, que demonstra espanto ou medo em forma de deboche, é usado para representar o novo aumento das passagens em JP.
Fábio Lima, mais conhecido como Sacal Prod, músico paraibano que mistura o Ragga (de origem jamaicana) com o repente nordestino, também critica duramente os aumentos, e divulgou em seu perfil no Facebook alguns banners. Um dos banners que ele divulgou foi esse ao lado, mostrando um revólver apontando para quem vê a imagem com a frase “Bora boy, passa os R$ 2,30!!!”, em alusão direta ao preço cobrado na passagem.
Imagem divulgada por várias pessoas, inclusive pelo músico Sacal Prod no Facebook
Já esse abaixo representa melhor uma crítica assimilando o alto preço da passagem com um usuário de baixa renda (uma mulher de aparência pobre) que muitas vezes não pode pagar por esse preço no transporte público. A imagem mostra claramente uma pessoa presa, refém de um transporte público caro, afirmando que “Mais um aumento eu não agüento”, além dos números de passageiros que passaram na roleta representados por $ (símbolo do Crifrão, dinheiro).
Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.