Expresso Guanabara solicita mercado entre João Pessoa e Recife a ANTT

Por Ônibus Paraibanos
Imagens
Diego Almeida Araújo

A linha entre as cidades de João Pessoa e Recife é uma das principais ligações rodoviárias do Nordeste. Operada atualmente pelas empresas Total e Progresso, a linha já chegou a ter três empresas a operando quando as extintas Boa Vista e Bonfim, além da Progresso que está na ativa até hoje, operavam a ponte rodoviária entre as duas capitais.

E uma das empresas que desejam participar da operação da linha é a Expresso Guanabara, que solicitou o mercado entre as duas cidades a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres no último dia 09 de junho.

A empresa foi convocada pela através do Ofício SEI n.º 15777/2021 para apresentar os documentos complementares ao requerimento de mercado protocolado sob o número 50500.053112/2021-33.

Segundo o Ofício, a Expresso Guanabara atende aos requisitos de admissibilidade nos termos da Instrução Normativa n.º 01, de 11 de agosto de 2020.

A empresa deverá apresentar a documentação estabelecida pela Resolução n.º 4.770 de 25 de junho de 2015 que regulamenta a prestação do serviço regular de transporte rodoviário coletivo interestadual e internacional de passageiros, sob o regime de autorização.

2 comentários em “Expresso Guanabara solicita mercado entre João Pessoa e Recife a ANTT”

  1. a TERCEIRA empresa, antes da Progresso, foi a Viação GAIVOTA – que suspendeu a Linha, ao vender a rota – Recife – Cajazeiras, que foi antes prolongada até Iguatu, no Ceará, e depois essa permissão foi transferida para a Boa Esperança; pois, as rotas estaduais, para Bonito de Santa Fé, via Cajazeiras, São João do Rio do Peixe (penso, eram essas as rotas), foram incorporadas na TransParaíba, que também incorporou de maneira conjunta, com a Viação Andorinha.

  2. e, conforme informações publicadas no Anuário Estatístico do DNER – Transporte Rodoviário Passageiros – 1983, na página 62, consta a Linha Recife – João Pessoa, permissão para a Auto Viação Cruzeiro (a mesma do Grupo TUDE de MELLO – Viação Progresso), com 8 saídas diárias em cada rodoviária; enquanto, a Bonfim apresentava 17 saídas diárias, da mesma forma, e a Boa Vista, que primeiro teve, participação acionária da mesma Progresso, e depois foi incorporada a Linha, realizava 10 viagens, em média, diárias, com saídas de cada rodoviária. Acredito, a razão que desse modo, a Cruzeiro, à época deixou a Linha – decisões de quem comanda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Busscar Vissta Buss DD da Auto Viação Catarinense A nova linha Marcopolo G8 Paradiso DD Rota Transportes com soluções Marcopolo BioSafe Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 06/2021 O novo Apache Vip Os raros El Buss da Gontijo Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental