Ribeirão Preto recebe ônibus 100% elétrico para teste operacional

Por BYD
Imagens Divulgação
/ Alexandre Azevedo

A cidade de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, começa a testar a partir de hoje, 13/05, o ônibus 100% elétrico da BYD modelo BYD D9W – 20 410 piso baixo.  Com capacidade para 29 passageiros sentados e 51 de pé, o ônibus movido a energia elétrica, estará à disposição da população e atenderá a uma região por semana com viagens gratuitas.

A demonstração na cidade de Ribeirão tem um grande potencial de ser aplicada, pois a cidade está adotando medidas sustentáveis. Os ônibus 100% elétricos são uma alternativa sustentável para as cidades que querem reduzir a poluição.  O modelo BYD D9W possui 250 quilômetros de autonomia, o que permite que ele rode o dia inteiro, retornando para a base, onde é recarregado.

A recarga total (0% a 100%) se dá num período de até quatro horas. O carregamento noturno torna a operação mais vantajosa, uma vez que o custo da energia elétrica neste período é mais baixo.

Para o diretor Institucional e Head da Unidade de Ônibus da BYD Brasil, Marcello Von Schneider a importância das cidades na adoção das políticas verdes é cada vez mais significativa para um planeta sustentável. “Investir em mobilidade elétrica é uma forma eficaz e de grande impacto para o meio ambiente. Os veículos comerciais a combustão são responsáveis por um grande percentual da poluição nas cidades e, a substituição por uma energia limpa, não só melhora a qualidade do ar nas cidades, como impacta diretamente na saúde da população”, explica o executivo.

A BYD é pioneira no Brasil na fabricação de ônibus 100% elétricos movidos a bateria. Com fábrica instalada em Campinas, a linha de produção é responsável pela montagem de ônibus padron de piso alto (D9A), piso baixo (D9W), Midi Bus (D7M) e chassis 22 metros (D11B).

Vantagens do ônibus elétrico

Com capacidade para transportar 29 pessoas sentadas e 51 em pé, incluindo espaço para cadeirante, os ônibus são movidos a bateria de ferro-lítio. A bateria de ferro-lítio adotada pela BYD é a única bateria que, em contato com o oxigênio, não explode e não pega fogo. Outra vantagem da bateria de ferro-lítio é que ela será usada 15 anos nos ônibus e depois ainda poderá ser utilizada em sistemas de armazenamento de energia. O descarte é outro diferencial, pois este tipo de bateria não possui metais pesados em sua composição.

Os ônibus elétricos da BYD têm ar condicionado,  tomadas USB e são do tipo piso baixo, o que facilita o embarque e desembarque. Os ônibus possuem também monitoramento por câmeras e itinerários eletrônicos em Led. Além disso, os veículos são totalmente acessíveis, por meio de rampas, o que facilita o embarque e desembarque do cadeirante. Pode-se ainda destacar o silêncio interno e externo que vai proporcionar bem-estar aos passageiros e à população em geral, que sentirá o impacto da redução na poluição sonora.

Chassis BYD D9W

O Chassis BYD D9W é utilizado para aplicação em carrocerias com até 13,2 metros de comprimento. O motor BYD-2912TZ-XY-A, de 250 KW, equivale a 402 cavalos de potência e estão integrados às rodas do eixo traseiro, contando com um módulo de controle eletrônico de tração. A estrutura é constituída por materiais de alta resistência a torção e a flexão. Os freios a disco regenerativos com sistema ABS nas rodas dianteiras e traseiras, proporcionam maior segurança e autonomia ao veículo. A energia cinética dá ao veículo a capacidade de reverter a energia nos momentos de frenagem, permitindo a realimentação dos sistemas de baterias. A suspensão pneumática integral proporciona conforto aos passageiros e ao motorista e o sistema de rebaixamento bilateral (ECAS) permite o ajoelhamento da suspensão, aumentando a comodidade e a segurança para embarque e desembarque dos passageiros. Também é possível elevar a altura da carroceria para transpor alguns obstáculos das vias públicas, através do sistema pneumático de suspensão.

Redução de poluentes locais

Os ônibus elétricos representam um grande instrumento para a redução de poluentes locais e de gases causadores do efeito estufa. Na média, cada ônibus a combustão consome 90 litros de diesel em um dia de operação. Sendo assim, cada ônibus vai deixar de emitir 110 ton/ano de CO2 na atmosfera.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apache Vip V da Matias Vissta Buss 400 da Cantelle El Buss 320 L da Solazer El Buss FT da Dom Bosco Apache Vip V da Viação Novacap Vissta Buss DD da 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 08/2021 Senior da PB Rio Apache Vip V da Viação Pendotiba Apache Vip V da N.S. Penha Vissta Buss 360 da 1001 Torino da Turp Transporte