Ônibus são os únicos a anotar queda no quadrimestre

Por Automotive Business
Imagens Leonardo Lopes

O segmento de ônibus permanece como o mais atingido pela pandemia de Covid-19. O mês de abril teve somente 1,4 mil unidades emplacadas, uma queda de 6,7% em relação a março. E o setor foi o único entre os veículos a registrar queda na comparação com o primeiro quadrimestre do ano passado. Em todo o ano de 2021 foram lacrados apenas 5,6 mil ônibus, número 1,8% menor que o anotado nos mesmos quatro meses do ano passado.

“As vendas se mantêm em nível baixo pela retração da demanda, como consequência da segunda onda da Covid-19 e as restrições de circulação e cancelamento de viagens”, recorda Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave, que divulgou os números do setor na terça-feira, 4.

Entre os dados recentes, a comparação direta de abril com abril de 2020 só resulta em alta acentuada nos emplacamentos (acima de 200%) porque aquele foi o pior mês do ano passado como consequência do fechamento dos Detrans pelo País.

Diferentes motivos contribuem para o encolhimento das vendas de ônibus, como a redução do deslocamento urbano (pela adoção do trabalho remoto), o menor número de viagens intermunicipais e a queda na atividade turística. Com isso, empresas que atuam no setor de transporte adiaram ou cancelaram a renovação de suas frotas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Montagens de modelos com o layout da Gontijo Um clássico com as cores do Flamengo São Paulo X Teresópolis com a Viação Águia Branca Dream Bus da Itapemirim em SP e Curitiba O ônibus da capa de Girl From Rio O último Citmax do sistema de Natal Apache Vip da FAOL no “Diretão” do BRT Rio O último Ciferal Líder do intermunicipal paraibano Ideale da Solazer Viaggio da Expresso Recreio