Voo de homologação da Itapemirim é abortado após emergência com a Azul no RJ

Por Aero In
Imagens Divulgação

Como temos acompanhado no AEROIN, a nova companhia aérea brasileira Itapemirim Transportes Aéreos, ou ITA, começou nesta segunda-feira, 12 de abril, seus voos de homologação junto à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

São operações em rotas entre diversos aeroportos, simulando como serão seus procedimentos em voo e em solo, porém, levando a bordo apenas tripulantes e inspetores da agência reguladora, sem nenhum passageiro pagante, para que ela seja avaliada e aprovada para iniciar serviços comerciais.

Conforme programado, o primeiro teste foi um par de voos, de numerações 8I-9002 e 8I-9003, de ida e volta entre o Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP) e o de Confins (MG), que foram cumpridos conforme a previsão.

O próximo teste, entretanto, enfrentou uma ocorrência inesperada que, no final, não deixa de ser uma situação que em algum momento seria encontrada na operação real da nova companhia aérea.

O segundo par de voos, de número 8I-9004 e 8I-9005, seria realizado entre Guarulhos e o Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro. A decolagem do aeroporto paulista aconteceu conforme previsto, apenas com um atraso de pouco mais de 1 horas em relação à programação, decolando às 17h00 ao invés das 15h40, conforme se observa no vídeo a seguir, gravado ao vivo pelo canal SBGR no YouTube:

Na chegada ao Rio, porém, pouco após passar pela região de Angra dos Reis em descida, a aeronave Airbus A320 da ITA, de matrícula PS-SPJ, precisou entrar em órbitas de espera e parar a descida a 15 mil pés.

Isso porque, como acompanhamos na segunda-feira, um Embraer 195 da Azul Linhas Aéreas enfrentou um incidente de fumaça a bordo logo após decolar do Aeroporto Santos Dumont às 16h55.

Declarando Mayday ao controle de tráfego aéreo (ATC), os pilotos da Azul solicitaram pouso emergencial no Galeão, que ocorreu às 17h19 sem maiores intercorrências. Porém, com a situação de Mayday, o ATC mantém afastadas todas as demais aeronaves, garantindo atendimento prioritário à aeronave em emergência.

Assim, os pilotos do A320 da Itapemirim aguardaram por pouco mais de 10 minutos enquanto realizavam duas órbitas e então optaram pelo retorno ao Aeroporto de Guarulhos, ao invés da continuidade da espera até a retomada da normalidade das operações no Galeão. O pouso no aeroporto paulista ocorreu às 18h12.

Outro voo para o Galeão está previsto para ocorrer na quinta-feira, 15 de abril. Para acessar a programação completa dos testes, você pode clicar aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 08/2021 Senior da PB Rio Apache Vip V da Viação Pendotiba Apache Vip V da N.S. Penha Vissta Buss 360 da 1001 Torino da Turp Transporte Viação Águia Branca estreia o Marcopolo G8 Apache Vip V da Transportes Flores Apache Vip IV da Auto Viação Vera Cruz Viação Águia Branca recebe os primeiros Marcopolo G8 Apache Vip IV da Viação Araçatuba Novos chassis rodoviários Volvo para longas distâncias