Pandemia diminui protestos e faz cair total de ônibus queimados em 2020

Por Poder 360
Imagens Divulgação

O Brasil teve 97 ônibus incendiados em 2020, o menor número de coletivos queimados desde 2012. Os dados são de levantamento da NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos). Leia a íntegra (548 KB).

O Estado que mais teve em registros em 2020 foi São Paulo, com 24 ocorrências. É seguido por Minas Gerais (18), Espírito Santo (15) e Bahia (9). Segundo a NTU, a pandemia influenciou o resultado.

Em 2021, já foram 12 ônibus queimados até o dia 30 de março. Há 4 registros no Rio de Janeiro, 4 em São Paulo, 1 no Ceará, 1 em Minas Gerais, 1 na Bahia e 1 no Espírito Santo.

De 2004 a 2021, o total de ônibus queimados no Brasil foi de 2.581. O ano de 2014 foi o que mais registrou coletivos incendiados, com 657 ocorrências. A alta incidência no ano tem relação com o grande número de veículos queimados durante o auge das manifestações contra o governo de Dilma Roussef.

O custo para a aquisição de um novo ônibus do tipo básico é estimado em R$ 400 mil. A Região Sudeste é a que tem mais registros de 2004 a 2020. O Estado de São Paulo lidera, com 737 ônibus incendiados. Em seguida estão o Rio de Janeiro (603), Minas Gerais (417), Bahia (137) e Ceará (94).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Montagens de modelos com o layout da Gontijo Um clássico com as cores do Flamengo São Paulo X Teresópolis com a Viação Águia Branca Dream Bus da Itapemirim em SP e Curitiba O ônibus da capa de Girl From Rio O último Citmax do sistema de Natal Apache Vip da FAOL no “Diretão” do BRT Rio O último Ciferal Líder do intermunicipal paraibano Ideale da Solazer Viaggio da Expresso Recreio