Micro-ônibus precário em linha intermunicipal é retido em Campo Grande

Por Agepan
Imagens Divulgação


Um micro-ônibus de linha intermunicipal foi retido e impedido de prosseguir viagem, na chegada a Campo Grande, por falta de condições de segurança. O flagrante foi feito por equipe da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan), durante operação na Avenida Duque de Caxias, região Oeste da cidade, na sexta-feira (5).

A fiscalização abordou para checagem o veículo da Trans Mequi, vindo do distrito de Cipolândia em Aquidauana, com destino à Capital e constatou uma série de irregularidades. Condições básicas para a circulação segura e o conforto dos passageiros não estavam sendo cumpridas. A porta do micro-ônibus estava amarrada com corda, faltavam estepe, disco de tacógrafo e extintor. O veículo foi retido e não pôde seguir viagem com os usuários por conta da precariedade. Os nove passageiros a bordo foram transferidos para um ônibus da Expresso Mato Grosso que vinha em seguida, para completarem a viagem.

Na mesma região, a fiscalização também autuou ônibus da empresa Três Irmãs, por transporte de fretamento clandestino. Sem autorização, o veículo trazia, de Corumbá, 47 passageiros originários da Bolívia.

Orientações

A fiscalização da Agepan tem sido permanente nessa região de Campo Grande, por ser ponto de passagem de muitos veículos particulares de transporte clandestino. Utilizando a argumentação de “carona amiga”, automóveis de passeio fazem ilegalmente o transporte remunerado de passageiros. Sem flagrantes na mais recente operação, a equipe de fiscalização reforçou orientação aos viajantes para não aceitarem esse tipo de oferta, pois a viagem não tem garantia de segurança ou qualquer amparo como serviço público regulado e fiscalizado. Ao menos 15 abordagens orientativas foram feitas.

Também ocorram operações na saída sudoeste da Capital, na BR-060, totalizando mais de 25 abordagens em apenas um dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.