Marcopolo e Scania fornecem à Turis Silva primeiro ônibus movido a GNV para fretamento no Brasil

Por Secco Consultoria de Comunicação
Imagens Divulgação

Parceria da Marcopolo e da Scania vai permitir à Turis Silva, operadora de transporte da região Sul do Brasil, operar o primeiro ônibus rodoviário movido a GNV para aplicações de fretamento no País. O ônibus Marcopolo Paradiso 1050, com chassi K320 4×2, conta com diferentes soluções da plataforma Marcopolo BioSafe, como sanitário e sistema de ar-condicionado com lâmpadas UV-C para desinfecção dos ambientes; cortinas com material antimicrobiano, e dispenser de álcool em gel na entrada da escada de acesso.

O Paradiso 1050 desenvolvido para a Turis Silva tem capacidade para transportar 44 passageiros, em poltronas semi-leito e autonomia de cerca de 300 quilômetros. “Com sistema de áudio e vídeo, o modelo se destaca pelo elevado padrão de conforto, comodidade e segurança que oferece para os usuários, além de menores custos operacional e de manutenção para o operador”, informou Leandro Sodré, gerente nacional de Vendas da Marcopolo.

Segundo o gerente de vendas de Ônibus da Scania no Brasil, Fábio D´Angelo, essa é a primeira versão rodoviária dedicada ao segmento de fretamento. “Temos perspectivas não só de operadores, mas de clientes contratantes. Assim como acontece com caminhões, os embarcadores vêm demandando soluções sustentáveis em sua cadeia logística. Os provedores de transporte estão sendo levados a comprar caminhões GNV e já existe esse movimento também para o transporte de fretamento”, explicou.

“Empresas com grande número de colaboradores, que têm notoriedade e compromisso com meio ambiente, vêm buscando alternativas ao diesel. Alguns operadores de fretamento já nos demandaram um ônibus a gás para o transporte de fretamento. Estamos trabalhando com isso e até o final do ano vamos lançar o produto”, completou o executivo.

Custo operacional

Além dos benefícios ambientais, o ônibus movido a GNV proporciona também economia no custo operacional. O fabricante explica que existe ainda interesse das distribuidoras de gás em fomentar a demanda da utilização do combustível. O novo ônibus Marcopolo Scania movido a GNV recebeu modificações no projeto da carroceria para instalação dos cilindros de gás entre as longarinas do chassi (abaixo do assoalho).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança