ANTT faz ação integrada de combate ao transporte clandestino e conscientização do uso do cinto de segurança

Por ANTT
Imagens
Equipe de fiscalização da ANTT

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) , em ação conjunta com servidores da URSC e URRS ( unidades regionais de RS e SC) , realizou uma ação para conscientizar passageiros de ônibus sobre a obrigatoriedade e importância do uso do cinto de segurança durante toda a viagem e também , combater o transporte clandestino

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB), desde 1999, determina que todo passageiro de ônibus é obrigado a utilizar o cinto de segurança durante a viagem. Fiscais da ANTT, por observação, nas ações de fiscalização, estimam que apenas 4 de cada 10 passageiros não utilizam o cinto de segurança em viagens de ônibus. O cinto de segurança pode aumentar em até sete vezes as chances de sobrevivência dos passageiros em caso de acidente.

Na ação, em 13/12, na BR 101/ km 422 e km 14, próximo aos municípios catarinenses de Araranguá e Garuva, 151 veículos foram fiscalizados; 3536 passageiros foram impactados, e emitidos 32 autos de infração.

Dois veículos sem autorização de transporte foram aprendidos e seis outros foram retidos para consertar irregularidades. Os veículos clandestinos foram escoltados ao terminal rodoviário de Joinville/SC para que os passageiros seguissem viagem em transporte regular.

A Agência alerta sobre os perigos de utilizar o transporte clandestino de passageiros. Via de regra, no transporte clandestino os motoristas não possuem treinamento, cumprem jornadas exaustivas de trabalho e os veículos são precários, geralmente apresentando péssimo estado de conservação e manutenção, o que aumenta em quatro vezes a letalidade dos acidentes envolvendo esse tipo de transporte.

A ANTT lembra também, do risco de infecção pelo novo coronavírus a que os passageiros que optam pelo transporte clandestino ficam expostos, pela não adoção das determinações vigentes de higienização dos veículos.

A Operação Pascal da ANTT segue em todo país. Para denúncias, a Agência disponibiliza os canais: WhatsApp (61) 9688-4306.; telefone 166 ou e-mail [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa O Apache Vip na frota municipal de João Pessoa Apache Vip da Util Renovação de frota na Boa Esperança