Ônibus Paraibanos

Empresa dona do ônibus envolvida no acidente em João Monlevade faz viagens entre São Paulo e destinos no Nordeste; ANTT emite nota sobre veículo e empresa envolvida no acidente

Por Ônibus Paraibanos
Imagens Divulgação


Um ônibus rodoviário com cerca de 40 passageiros despencou de um viaduto conhecido como “ponte torta'” na cidade de João Monlevade, no interior de Minas Gerais. Informações atualizadas dão conta da morte de 14 passageiros do ônibus.

O veículo caiu de uma altura de 15 metros em cima de estrada de ferro que liga os estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

O ônibus pertence a empresa Localima Turismo, empresa que faz viagens entre São Paulo e destinos nos estados da Bahia, Sergipe e Alagoas. O veículo é do modelo Paradiso G6 1200 da Marcopolo e o chassi é o Mercedes-Benz O-500 RS, fabricado no ano de 2008. Seu emplacamento é da cidade de Mata Grande, Alagoas.

A imagem acima foi publicada numa página da empresa no Facebook em março de 2018. Foi a única publicação da empresa nesta página.

No site Ônibus Brasil, é possível ver uma imagem de agosto de 2020 do veículo envolvido no acidente com um adesivo no para-brisa aonde diz “A serviço da JS Turismo”. E o nome da empresa JS Turismo vem escrito na carroceria do veículo, inclusive no parabrisa dianteiro.

Segundo a PRF, o motorista do ônibus teria pulado do veículo e fugido do local, o que ainda esta sendo averiguado. O motorista ainda não foi identificado.

De acordo com o site G1, só em 2019, foram três ocorrências registradas pela polícia envolvendo o ônibus envolvido no acidente com placa DTD-7253 de Mata Grande (AL), na altura de Montes Claros. Os autos de infração foram lavrados nos dias 8 de fevereiro (BR-135), 18 de abril (BR-251) e 8 de julho (BR-251), em operações contra o transporte irregular.

De acordo com os bombeiros, existe uma grande dificuldade na área médica regional nas cidades mais próximas do local do acidente, João Monlevade e Nova Era, para poder atender a quantidade e gravidade das vítimas.

26 feridos foram encaminhados para o Hospital Margarida, na cidade que ocorreu o acidente. Há informações de que o Hospital de Itabira vai emprestar material para o hospital de Monlevade.

Nota da ANTT

A ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres emitiu nota sobre a empresa e o veículo envolvido no acidente desta tarde em João Monlevade.

A empresa envolvida no acidente hoje, sexta-feira, em João Monlevade não tinha autorização da ANTT.

A empresa está cadastrada na ANTT e tem um Termo de Autorização para prestação de serviço regular concedido pela justiça, por liminar. No entanto o veículo em questão não estava habilitado para prestar o serviço de transporte de passageiros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.