Ônibus Paraibanos

Conheça as propostas de Cícero Lucena, novo prefeito de João Pessoa, para o transporte público da capital paraibana

Por Ônibus Paraibanos com informações de G1
Imagens
JC Barboza / Reprodução TV Cabo Branco

Cícero Lucena, do Progressistas, foi eleito prefeito de João Pessoa, neste domingo (29), para os próximos quatro anos de mandato. Com 100% das urnas apuradas, Cícero obteve 185.055 votos, o que corresponde a 53,16% dos votos válidos. O outro candidato do 2º turno, Nilvan Ferreira (MDB) obteve 163.030 votos (46,84%).

Cícero Lucena nasceu em São José de Piranhas, na Paraíba, e tem 63 anos de idade. Empresário da construção civil, Cícero é casado, tem três filhos e cinco netos.

Iniciou sua vida política em 1990, quando foi eleito vice-governador da Paraíba, assumindo o cargo de governador por nove meses, em 1994, quando o então governador Ronaldo Cunha Lima renunciou para concorrer ao Senado Federal nas eleições daquele ano. Em 1996, foi eleito prefeito de João Pessoa, sendo reeleito em 2000. Foi também senador entre 2007 e 2015.

Em 2012, perdeu a disputa para a Prefeitura de João Pessoa, sendo derrotado no 2º turno para o atual prefeito Luciano Cartaxo, que está encerrando o seu segundo mandato este ano. Em 1º de janeiro de 2021, Cícero vai iniciar o seu terceiro mandato como prefeito pessoense.

Ao longo da vida política, passou por três partidos: PMDB, PSDB e agora Progressistas.

Pesquisamos em seu plano de governo o que ele planejou para o transporte público de João Pessoa e trouxemos todas as suas propostas abaixo.

O transporte público de João Pessoa não oferece qualquer tipo de conforto para os usuários. Ônibus superlotados que tratam o passageiro como se estivesse em uma lata de sardinha.

Além da falta de comodidade, os ônibus são perigosos e a quantidade de roubos e furtos são constantes, assustando os passageiros.

O alto valor da passagem, a mais cara das capitais nordestinas não condiz com a realidade das pessoas e é ainda mais contraditória por oferecer um serviço de má qualidade.

O aplicativo confuso criado pela atual gestão não permite que muitos usuários consigam acompanhar o trânsito dos ônibus que precisam apanhar.

João Pessoa precisa de um plano de mobilidade que olhe para as pessoas e que olhe para a cidade como um todo.

A mobilidade precisa ser humana, colocando o ser humano como protagonista que prioriza de forma inclusiva a diversidade humana. É preciso incentivar a circulação de veículos não motorizados.

Ao mesmo tempo em que a mobilidade precisa ser urbana, e assim os espaços serem segmentados, facilitando os deslocamentos pela infraestrutura viária, permitindo um mais eficiente desenvolvimento urbanístico.

É preciso reestruturar, requalificar e melhorar o passeio público, com acessibilidade e sinalização de qualidade; é preciso implantar o ciclo-civismo por toda a cidade; é preciso mitigar custos ambientais, sociais e econômicos, para que se possa ter um transporte de qualidade.

PORTA A PORTA

Programa que vai trazer um sistema de transporte especial acessível, a fim de garantir a mobilidade de pessoas com deficiência, em situação de vulnerabilidade social, para tratamento médico, acesso à escola e participação em atividades sociais que possibilitem a melhoria de suas funcionalidades e de suas relações sociais.

PLANO DIRETOR DE PASSEIOS PÚBLICOS

Incentivos fiscais para moradores que cooperarem com a recuperação e requalificação das calçadas, conforme padronização oficial (criação de rampas, piso tátil, entre outras).

TRANSPORTE DIGITAL

Efetivação do uso de GPS e do aplicativo de mobilidade em toda a frota de transporte público e pela instalação de um sistema inteligente de ajuste e sincronização de semáforos de tempo fixo, para melhoria do fluxo de trânsito, reduzindo atrasos e parada.

COMITÊ GESTOR

Comitê gestor que vai analisar uma política de restrição de tráfego nos estacionamentos rotativos ou locais de zona azul, analisando os impactos ambientais e de fluxo de tráfego nas vias de circulação. Isso vai melhorar a engenharia de tráfego no aspecto estrutural e nas intervenções dos grandes corredores e cruzamentos, aperfeiçoando as operações de tráfego.

PRIORIZAR A MOBILIDADE HUMANA

Os espaços públicos de circulação são prioritariamente feitos para os pedestres, assim como a cidade é feita para as pessoas.

A mobilidade humana tem que ser prioridade, com um transporte não motorizado que seja inclusivo, escalonado e sustentável.

ANDAR SEGURO

Programa de segurança nos ônibus municipais. Instalação de câmeras de monitoramento dentro dos ônibus e em pontos de parada, com supervisão da Guarda Municipal e da Polícia Militar. Serão instalados botões do pânico sob controle do motorista, que poderá acioná-lo imediatamente em caso de suspeita de assalto, furto ou violência sexual. O botão é interligado com o sistema de monitoramento da Polícia Militar que enviaria seu efetivo mais próximo para abordar a ocorrência.

ÔNIBUS 5 ESTRELAS

Padronização da frota de ônibus do município, com instalação de ar- condicionado e wi-fi, em todos os veículos. Os bancos serão acolchoados e barras de apoio serão instaladas para os passageiros
que estiverem em pé. Além disso 100% da frota acessível, seguindo o exigido em lei (hoje são apenas 60%).

Criação do Plano de Mobilidade Urbana – com a implantação do PMU será possível obter recursos federais de apoio à mobilidade, e de quebra, seguir o plano nacional de mobilidade urbana. O PMU
já passou por audiências públicas, mas precisa ser efetivado e pensado estrategicamente;

Garantir a acessibilidade de 100% da frota dos ônibus; Analisar as intervenções urbanas necessárias para construir ciclofaixas e ciclovias;

Integração das políticas de mobilidade urbana com as políticas de desenvolvimento urbano e setoriais de habitação, saneamento básico, planejamento e gestão do uso do solo e infraestrutura;

Integração e gestão dos modos e serviços de transporte urbano;

Integração entre os bairros da malha urbana por diversos modais;

Implantação de rede de transportes não motorizados e incentivo ao deslocamento de pedestres;

Implantação de plano de mobilidade específico para o Centro Histórico da cidade;

Promover a reestruturação total das linhas e modais do sistema de transporte urbano e metropolitano, criando e requalificando rotas, integrações, garantindo o pleno acesso, tornando o sistema mais barato e mais eficiente;

Utilizar intensivamente as novas tecnologias digitais para modernizar o sistema de transporte;

Implantar sistema de BRT’s nos principais corredores apontados a partir de estudos de deslocamentos da população.



1 comentário em “Conheça as propostas de Cícero Lucena, novo prefeito de João Pessoa, para o transporte público da capital paraibana”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.