Ônibus Paraibanos

Ônibus são paralisados em protesto no Centro do Recife

Por G1
Imagem
Reprodução/TV Globo

Ônibus ficaram parados em vias da região central do Recife durante um protesto, nesta segunda-feira (21). Os manifestantes afirmaram que o ato foi convocado para alertar para demissões feitas por empresas de ônibus ao longo da pandemia de Covid-19.

O grupo afirmou que faz parte da oposição à atual direção do Sindicato dos Rodoviários e também pediu por 100% da frota de ônibus circulando na Região Metropolitana do Recife. Devido à pandemia, o frota foi reduzida. O ato foi iniciado por volta das 7h30.

Os manifestantes também alegaram que querem alertar sobre um projeto de lei em tramitação na Câmara dos Vereadores do Recife, que trata da saída dos cobradores e da dupla função por motoristas de ônibus.

O G1 entrou em contato com o sindicato das empresas e com o Grande Recife Consórcio de Transporte, mas não recebeu resposta até a última atualização desta reportagem.

Imagens feitas pela TV Globo mostraram os coletivos parados em filas. Com faixas e cartazes, eles ficaram posicionados no cruzamento da Rua da Aurora e Avenida Conde da Boa Vista e no da Rua do Sol com Avenida Guararapes.

Os passageiros desceram dos coletivos e seguiram a pé pelas vias do Centro.

A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) informou que foi acionada às 7h30. De acordo com a CTTU, os motoristas que seguem pela Avenida Conde da Boa Vista foram orientados a desviar pelas ruas Gervásio Pires ou Soledade.

Protestos anteriores

Outras paralisações foram realizadas por trabalhadores dos ônibus nas últimas semanas no Grande Recife. Em 25 de agosto, funcionários da empresa Vera Cruz não tiraram os coletivos da garagem. Na data, passageiros da Zona Sul do Recife e da parte sul da Região Metropolitana enfrentam dificuldades até à noite, pois não houve acordo entre os funcionários e os empregadores.

No dia 4 de setembro, os motoristas e cobradores da empresa Caxangá paralisaram as atividades dos ônibus e não saíram das garagens, afetando passageiros do Recife e de Olinda. Segundo o Sindicato dos Rodoviários, o protesto foi feito por conta das demissões por parte da empresa, classificadas como “abusivas” pelos trabalhadores.

Compartilhe esta matéria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.