TI Xambá, em Olinda, passa a operar por meio da integração temporal

Por Grande Recife
Imagem
Paulo Rafael Viana

O Grande Recife muda a operação do Terminal Integrado Xambá, a partir deste sábado (05). Com isso, os usuários que desejarem embarcar numa das 18 linhas de ônibus que circulam pelo TI, deverão fazê-lo exclusivamente pela porta da dianteira do coletivo e passar o cartão VEM no validador, antes de girar a catraca, para ter acesso ao veículo. A integração temporal auxilia no planejamento da operação ao identificar a origem e o destino dos usuários.

A mudança na forma de embarque ocorre nas seguintes linhas:

810 – TI Xambá/Encruzilhada
820 – TI Xambá (Cabugá)
831 – Aguazinha/TI Xambá
841 – Nova Olinda/TI Xambá
842 – Águas Compridas/TI Xambá
843 – Alto da Bondade/TI Xambá
844 – Santa Casa/TI Xambá
847 – Alto Nova Olinda/TI Xambá
852 – Caixa D’água/TI Xambá
860 – TI Xambá (Príncipe)
861 – TI Xambá/TI Joana Bezerra
870 – TI Xambá/TI Largo da Paz
881 – TI Xambá/Rio Doce (Av. Getúlio Vargas)
882 – TI Xambá/Rio Doce (Carlos de Lima Cavalcanti)
883 – TI Xambá/TI PE-15
895 – Alto do Sol Nascente/TI Xambá

Desta forma, o usuário que desembarcar no terminal e desejar embarcar em qualquer outra linha do TI deverá fazê-lo pela porta dianteira do segundo ônibus e passar seu cartão VEM (Trabalhador, Estudante, Livre Acesso ou Comum) no validador para girar a catraca e ter acesso ao veículo, sem o pagamento de uma nova tarifa.

A implantação da integração temporal no terminal faz parte do processo de universalização da bilhetagem antecipada que agiliza o embarque e ajuda no planejamento da operação. Isso acontece porque, quando o usuário passa o cartão duas vezes no validador, é possível identificar a sua origem e o seu destino. Além de diminuir a entrada irregular de passageiros no sistema.

A integração temporal permite que o usuário utilize os dois modais (ônibus x ônibus ou ônibus x metrô) pagando apenas uma passagem, por sentido da viagem, no intervalo de duas horas. É importante lembrar que a integração temporal só é possível com o cartão do Vale Eletrônico Metropolitano (VEM).

Por isso, os usuários devem adquirir o cartão VEM Comum que está sendo distribuído gratuitamente mediante cadastro no próprio TI Xambá. Para isso, basta apresentar documento oficial com foto que comprove o CPF e informe também o nome completo, o nome da mãe e a data de nascimento. É possível fazer a recarga deste cartão nas máquinas do VEM presentes no TI ou com o operador que estará portando a máquina de POS (sem a cobrança da taxa) na bilheteria do terminal.

Cartazes nas linhas e orientadores no TI Xambá estão ajudando a divulgar a novidade entre os usuários. Para tirar dúvidas ou enviar sugestões e reclamações, o usuário pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente (0800 081 0158) ou WhatsApp (99488.3999), exclusivo para reclamações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.
A nova linha Marcopolo G8 Paradiso DD Rota Transportes com soluções Marcopolo BioSafe Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 06/2021 O novo Apache Vip Os raros El Buss da Gontijo Como ficariam os ônibus urbanos da Itapemirim? Relíquias do Museu da Itapemirim O amor pede passagem Busscar El Buss da Auto Viação 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 04/2021 Montagens de modelos com o layout da Nacional e Continental O Apache Vip na frota metropolitana da Grande João Pessoa