Ônibus Paraibanos

Em greve, funcionários da Veleiro bloqueiam Avenida Fernandes Lima e pedem pagamento

Por Cada Minuto
Imagens Divulgação

Um protesto dos rodoviários da empresa Veleiro deixou o trânsito na Avenida Fernandes Lima paralisado, na manhã desta segunda-feira (03). Os trabalhadores deflagraram uma greve devido ao atrasado de salário e também a suspensão do pagamento de outros benefícios.

O grupo integra o sistema de ônibus da região metropolitana, entre as cidades de Rio Largo e Maceió e bloqueiou o trânsito em frente do Complexo Educacional de Pesquisas Aplicadas (CEPA), no sentido Farol/Centro. Apenas 30% dos ônibus estão circulando.

Essa é quarta vez em que os trabalhadores da Veleiro cruzam os braços pelo mesmo motivo. Segundo os trabalhadores, além dos salários eles estão alegam que diversos benefícios que tem desconto em folha não estão sendo pagos, como  o FGTS e plano de saúde.

Recentemente, a empresa enfrentou uma paralisação dos trabalhadores que atuam somente em Maceió e somente retornou após uma intermediação da Justiça. Com a deflagração da greve, a empresa informou que todas as discussões mencionadas pelos manifestantes estão sendo abordadas judicialmente, o que causa estranheza a paralisação.

Em nota, a empresa destacou ainda que lamenta pelo ocorrido uma vez que o cenário atual, em razão da pandemia, não é o favorável para as aglomerações e que, inclusive, o próprio órgão público havia se manifestado contra a assembleia nas portas das garagens. No entanto, foi ignorado pelo Sindicato dos Rodoviários.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.