Ônibus Paraibanos

ANTT realizou no DF e GO mais uma etapa da Operação Pascal

Por ANTT
Imagens / Vídeo Equipe de fiscalização da ANTT

No mês de julho/2020 a ANTT executou, através do Grupo Tático de Pronto Emprego (GTPE), diversas fiscalizações, autuações e apreensões de veículos realizando transporte clandestino de passageiros no Distrito Federal e em Goiás.

Durante a operação, foram ainda encontradas irregularidades relacionadas a segurança, como: ausência de cintos, de extintores de incêndio e de tacógrafo, pneus carecas, para-brisas trincados, poltronas danificadas, motoristas sem habilitação.

A ação que contou com apoio operacional da Polícia Militar do Goiás e do Distrito Federal, foi mais uma etapa da Operação Pascal da ANTT, que visa combater o transporte clandestino interestadual.

Apesar da pandemia, e da redução da atividade econômica, a ANTT já apreendeu cerca de 500 veículos somente em 2020, impactando diretamente 15000 pessoas, e constatou que embora as linhas regulares tenham reduzido a frequência de viagens desde março/2020, o transporte clandestino seguiu na contramão.

A ANTT tem monitorado o transporte clandestino de passageiros utilizando o Canal Verde Brasil, rede nacional inteligente de percepção, acompanhamento e mapeamento de fluxos de transporte nos corredores logísticos. São pórticos que leem as placas dos veículos na rodovia e dão sua localização em tempo real para ANTT.

A ANTT alerta sobre os perigos de utilizar o transporte clandestino de passageiros. Via de regra, no transporte clandestino os motoristas não possuem treinamento, cumprem jornadas exaustivas de trabalho e os veículos são precários, geralmente apresentando péssimo estado de conservação e manutenção, o que aumenta em quatro vezes a letalidade dos acidentes envolvendo esse tipo de transporte.

A Operação Pascal da ANTT segue em todo país e para denunciar o transporte clandestino de passageiros, os usuários podem entrar em contato através do telefone 166, do e-mail [email protected] ou WhatsApp (61) 9688-4306.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.