O início do fim da frota sem elevador de João Pessoa

Para que a frota pessoense seja 100% equipada com elevador para cadeirantes, faltava apenas a desativação desse lote. E o primeiro vai embora.

Por Ônibus Paraibanos
Imagem Busólogos Paraibanos

A Viação São Jorge desligou da frota o carro 02067, um Comil Svelto Midi de fabricação 2014, encarroçado em chassi OF-1519 Bluetec5 da Mercedes-Benz. É o primeiro dos nove carros do lote, adquirido zero para o fretamento da empresa e remanejado para o transporte urbano em 2017, que é desativado. Mas porque o carro vai embora tão cedo?

As respostas são duas: a primeira é a necessidade de veículos mais novos no fretamento da empresa, de onde originalmente os Svelto Midi são originários. É justamente por isso que não possuem elevador para cadeirantes, acessório obrigatório nos ônibus de transporte coletivo desde 2009.

E é essa a segunda resposta. A desativação das nove unidades que estão na frota urbana é o suficiente para que não haja mais nenhum ônibus sem elevador na frota municipal de João Pessoa. Nenhum carro de 2009 – bem como sem elevador – roda mais na Transnacional, Reunidas e nas duas unidades da Marcos da Silva. A Santa Maria já rodava 100% adaptada desde 2018.

As empresas de transporte coletivo já tinham se comprometido no reajuste da tarifa no início do ano que toda a frota pessoense teria elevador. E a desativação dos Svelto Midi da São Jorge sinaliza que a adaptação total do sistema começa a se tornar uma realidade e assim a será nos próximos dias.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.