Ônibus Paraibanos

ANTT lança novo portal

Por ANTT
Imagem Divulgação

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) lançou, nesta segunda-feira (13/7), o seu novo portal eletrônico. A novidade na arquitetura da informação faz parte da etapa de transição, até o final do ano, quando a página da ANTT vai migrar para a plataforma Gov.br, atendendo ao decreto de unificação de canais digitais do Poder Executivo Federal (9.756/2019).

No que diz respeito ao conteúdo, o objetivo foi fazer um minucioso levantamento de estatísticas de acesso para eleger os agrupamentos de informações que seriam apresentadas nas páginas desse novo portal e, em conjunto com as áreas responsáveis, efetuar uma revisão daquilo que foi identificado para prover a melhor experiência possível aos seus usuários. Além disso, houve uma revisão e organização daquilo que é solicitado via Lei de Acesso à Informação (LAI).

Já no que se refere à interface, foi adotado o novo padrão visual do Governo Digital, atualmente já usado em outras instituições federais, que oferece um padrão de interface para concepção e apresentação das informações. Esse padrão, como poderá ser visto, é mais limpo e focado no serviço que a entidade deseja apresentar ao seu público-alvo.

O resultado proporciona um portal mais intuitivo, com um aperfeiçoamento na arquitetura de informação, no layout e nas funcionalidades, que vão auxiliar na navegabilidade e ampliar a usabilidade para os usuários. Todo conteúdo é responsivo, ou seja, é possível acessar o de qualquer dispositivo móvel.

Em dezembro deste ano, o endereço www.antt.gov.br será desativado e passará a ser www.gov.br/antt. O acesso será por meio do portal único http://www.gov.br.

Gov.br – Trata-se de um projeto de unificação dos canais digitais do governo federal. Até dezembro de 2020, os sítios eletrônicos da Administração Federal estarão integrados, tornando o portal Gov.Br a entrada única para as páginas institucionais, oferecendo ao cidadão um canal direto e rápido com os órgãos públicos federais.

Com a centralização de cerca de 1.600 sites do Governo Federal, o portal vai gerar uma economia estimada de R$ 100 milhões ao ano, com custos de manutenção e desenvolvimento.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.