Ônibus Paraibanos

Uso das faixas exclusivas para ônibus deixará de ser livre em João Pessoa

Por Portal Correio
Imagem Divulgação

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP) emitiu um comunicado nesta sexta-feira (3) alertando que, com a retomada das atividades do transporte coletivo, deixa de ser livre a partir da segunda-feira (6) o uso das faixas exclusivas para ônibus na Capital.

Com isso as faixas voltam a estar autorizadas apenas para o transporte público, veículos de operação e táxis com passageiros. A liberação total volta a valer apenas aos domingos e feriados.

Ônibus vão circular das 6h às 19h

O transporte coletivo urbano de João Pessoa volta a circular obedecendo a um novo protocolo sanitário. O formato tem como base decreto da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que visa a redução dos riscos de contágio da Covid-19.

O reinício das atividades de transporte integra o plano estratégico de flexibilização realizado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). Para garantir o transporte de trabalhadores de serviços essenciais e dos setores que já retomaram atividades, será liberada a circulação de quase 60% da frota, o que corresponde a 250 ônibus.

O número de veículos circulando será superior à demanda de passageiros, que hoje é de 45% do normal, de acordo com levantamento do fluxo de usuários. Além disso, a Semob-JP e o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros no Município de João Pessoa (Sintur-JP) farão uma análise permanente para possibilitar os ajustes necessários.

Nesta primeira etapa, o transporte vai funcionar das 6h às 19h, de segunda a sábado. Aos domingos e feriados o serviço não estará disponível. Como medidas preventivas os ônibus irão circular com os passageiros sentados e até 12 em pé. Os usuários que estiverem em pé precisarão se posicionar conforme marcação feita nos veículos, obedecendo a distância padrão.

Os passageiros deverão utilizar máscara de proteção. A fiscalização será feita por agentes da Semob-JP e por meio das câmeras instaladas nos ônibus, podendo gerar advertência aos motoristas e multas às empresas.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.