Ônibus Paraibanos

Pioneiros do Transporte Paraibano: Cícero Sales de Lima

Por Revivendo Esperança
Imagens Acervo 

Cícero Sales de Lima, conhecido popularmente por “Ciço Preá”, nascido em 23/06/1931, era natural desta cidade de Esperança-PB onde residia à Praça Augusto Donato, Nº 338. Casou-se em 09/10/1962 com Daura Maria de Lima, “Dida”, na Igreja Matriz, quando dessa união resultou os filhos: Cleomar, Kleber, Cleômenes, Dauriclê, Daurilene e Danieli.

Se estivesse vivo estaria com 89 anos, além de sete netos e dois bisnetos.

Professava a religião católica e era devoto de Nossa Senhora Aparecida e de Padre Cícero do Juazeiro, para quem rezava diariamente antes de se conduzir ao trabalho.

Frequentava, aos domingos, o Clube Campestre desta cidade do qual era sócio. Seus cantores preferidos eram Agnaldo Timóteo, Genival Santos, Lindomar Castilho, Roberta Miranda e o grupo Demônios da Garoa. Podemos dizer que, à sua época, era um boêmio que não confundia trabalho com boemia. Cada coisa ao seu tempo.

Começou a trabalhar ainda jovem conduzindo um carro de mão pelas ruas da cidade em que vendia água acondicionada em barris, vendendo cargas de água (Uma carga d’água tinha quatro barris), cada barril comportava 20 litros de água. A água era colhida no tanque do Araçá, ainda existente nesta cidade. Era a fonte de abastecimento de água de Esperança.

Na década de 50, mais precisamente no ano de 1957, conseguiu habilitar-se para dirigir veículos automotores. Ingressou naquele mesmo ano na Viação São José do Sr. José Pereira da Silva (A essa época, não existia a empresa São José, mas todos conheciam o “ônibus de seu Zé Pereira”, o que, com o passar do tempo, Ciço Preá passou a ser o motorista mais antigo da Empresa São José.

Um fato interessante que cheguei a presenciar: Ao noivar com Dona Daura, sempre que vinha chegando de Campina Grande, na entrada da cidade, a rua paroquial, onde residia a noiva e seus pais, ela o esperava na janela da casa, sempre naquela hora determinada, à tardinha. Ele, ao se aproximar da entrada da cidade, buzinava várias vezes, avisando à amada a sua chegada.

Com o passar do tempo, o Sr. José Pereira também costumava enviá-lo para trazer ônibus comprados na região sul do país.

No final da década de 60, o Sr. Cícero conseguiu montar a empresa Viação Vera Cruz, chegando a possuir cinco ônibus que fazia a linha Esperança-Campina Grande, via Montadas. Seu primeiro sócio nessa empresa foi o empresário Genival Donato que quando viajava como passageiro no ônibus da São José em que seu Cícero dirigia, observava o empenho com que o Sr. Cícero realizava seu trabalho. Como parte de sua tarefa, como motorista, descia do ônibus para ajudar o cobrador a acomodar as bagagens dos passageiros nas malas, e às vezes até tirando passagem nos impedimentos daquele, além da atenção que ele dispensava aos passageiros.

Alguns anos mais tarde, o Sr. Cícero passaria a ter como sócio o Médico Armando Abílio Vieira, sociedade essa que contribuiu ainda mais para o crescimento da empresa. Dessa nova sociedade também surgiu entre eles uma grande amizade. No ano de 1978 a empresa foi vendida a família Passos, momento em que o Sr. Cícero comprou um caminhão Mercedes, e passou a transportar madeira de Belém-PA para o Estado da Paraíba. Depois vendeu o caminhão, e, por circunstâncias próprias da vida, e, a convite do Empresário José Pereira, voltou a trabalhar na empresa São José, ficando lá de 1982 até 2002, data de sua aposentadoria.

Seu falecimento ocorreu em 29/ 03/2007, aos 75 anos de idade, na cidade de Esperança.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.