Ônibus Paraibanos

Agerba fiscaliza higienização de ônibus metropolitanos que circulam em Salvador

Por Agerba
Imagem / Vídeo Divulgação

A higienização dos 150 ônibus metropolitanos que circulam na capital baiana foi reforçada como estratégia para conter o avanço do novo coronavírus. A fiscalização da limpeza dos veículos é de responsabilidade da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba).  De acordo com o órgão, a higienização deve ser realizada diariamente e inclusive no período de troca dos motoristas e a limpeza dos ônibus ocorre de forma mais intensa no turno da noite.

A diretora-geral da Agerba, Tahis Flores, lembra que a fiscalização tem como finalidade garantir a segurança sanitária de todos. “As equipes de fiscalização estão atuando nos terminais que têm interface com o metrô, entrando nos veículos, e indo, também, às garagens, a fim de assegurar que esses ônibus saiam para as ruas realmente limpos. O objetivo é ampliar a segurança para quem trabalha e para os usuários do sistema metropolitano. Essas equipes fazem, ainda, a orientação da população, no que se refere ao uso das máscaras”, alerta.

Segundo o coordenador de operações da empresa Expresso Metropolitano, Cristiano Cardoso, a frota de 60 ônibus que circula entre Simões Filho e Salvador passa por higienização três vezes no dia. “Ao chegar na garagem, os carros passam por um processo de higienização minuciosa que termina com a limpeza interna de corrimão e assentos com uma solução de água sanitária e água. Além disso, também reforçamos cuidado com nossos motoristas e disponibilizamos máscaras e álcool em gel”, explica.

O encarregado pela higienização na empresa, Lázaro Fortunato, esclarece que antes da pandemia do novo coronavírus, a limpeza era realizada em até 30 minutos. “Nossa equipe faz uma limpeza mais detalhada e hoje em dia levamos até uma hora e meia para concluir esse procedimento de higienização. Todos os locais que os usuários têm contato dentro do ônibus são limpos com produto adequado e voltados para eliminar esse vírus”.

Compartilhe esta matéria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.