Ônibus Paraibanos

Empresas de ônibus de Campina Grande suspendem contratos de 700 funcionários

Por G1 Paraíba
Imagem Artur Lira

As empresas que operam o transporte público coletivo de Campina Grande suspenderam, por 60 dias, os contratos de trabalho de 700 funcionários. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (15) pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros (Sitrans) da cidade, que informou que a medida foi tomada por causa da redução de viagens e passageiros durante a pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

As representações sindicais de empresários e funcionários se reuniram por videoconferência na terça-feira (14) para chegarem a um acordo. Participaram da reunião o Sitrans e a Federação Interestadual dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Nordeste, que representou os motoristas e acatou a suspensão.

Foram afetadas pela medida colaboradores que ocupam as funções de motoristas, fiscais, manobristas, mecânicos e do setor administrativo. Conforme o diretor institucional do Sitrans, Anchieta Bernardino, a medida foi adotada para que os funcionários não fiquem sem receber os salários.

Ainda de acordo com o órgão, a decisão foi respaldada pela Medida Provisória (MP) do governo federal que instituiu o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda.

A MP permite, por meio de acordos entre patrões e empregados, redução de jornada de trabalho com redução salarial ou suspensão de contratos de trabalho durante a pandemia da Covid-19. Os trabalhadores que tiverem os contratos suspensos, têm direito ao saque do seguro desemprego.

Compartilhe esta matéria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.