Ônibus Paraibanos

Coronavírus: confira como as empresas de ônibus estão tomando medidas de prevenção no país

Por Busca Ônibus
Imagens JC Barboza

As empresas de ônibus estão tomando medidas de prevenção contra a propagação do coronavírus no Brasil nesta semana. O portal de metabusca de informações do mercado rodoviário BuscaOnibus disponibiliza um levantamento atualizado sobre quais empresas já se pronunciaram sobre o Covid-19, os governos estaduais que anunciaram medidas de suspensão de viagens e também a situação nas fronteiras internacionais.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizou que empresas de ônibus suspendam viagens por causa da baixa demanda. Por ora, as viagens interestaduais estão mantidas – mesmo com decretos emitidos por governadores de diversos estados é a ANTT que tem a competência para suspender a operação do transporte rodoviário de passageiros.

Devido à pandemia, as empresas de ônibus estão disponibilizando trocas ou cancelamentos de passagens sem custos. Para quem tem uma passagem de ônibus comprada e quer remarcar ou cancelar sua viagem, é possível saber como fazer aqui.

Acompanhe os comunicados das empresas de ônibus sobre o Covid-19:

ACOMPANHE TAMBÉM AS MEDIDAS RESTRITIVAS EM PAÍSES LATINOS E ESTADOS BRASILEIROS

BRASIL: conforme portaria publicada na manhã do dia 19/03 e seguindo recomendações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o Brasil fechou a fronteira com oito países da América Latina. São eles: Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Peru e Suriname. Para o Uruguai, será publicada uma portaria com regras específicas. No início da semana, a fronteira com a Venezuela já havia sido fechada. Apenas brasileiros natos ou naturalizados, residentes no país, estrangeiros em missão a serviço de organismo internacional ou funcionário estrangeiro acreditado junto ao Governo brasileiro podem entrar no país.

ARGENTINA: o país argentino decretou o fechamento de suas fronteiras desde segunda-feira, 16/03, por um período de 15 dias, inicialmente. Nenhum estrangeiro está autorizado a entrar no país.

PARAGUAI: o país vizinho decretou, no domingo 15/03, o fechamento de suas fronteiras, inclusive com o Brasil. As fronteiras ficarão fechadas, inicialmente, por um período de 15 dias a partir de segunda 16/03 e essa medida será feita gradualmente. Segundo o governo paraguaio, não será permitida a entrada de estrangeiros no país.

COLÔMBIA: foi decretado no país, desde segunda-feira 16/03, a proibição de entrada de estrangeiros por um período de 15 dias. Apenas colombianos e estrangeiros residentes no país estão autorizados a entrar e deverão, obrigatoriamente, cumprir uma quarentena de 14 dias.

ESTADOS BRASILEIROS:

Rio de Janeiro: As linhas interestaduais com origem ou destino ao estado do Rio de Janeiro estão suspensas por 15 dias, assim como todas as partidas da cidade do Rio de Janeiro e região metropolitana, com destino a localidades do interior e região dos lagos.

Santa Catarina: um decreto do governo estadual instituiu situação de emergência no Estado por causa do coronavírus. Entre as medidas, está a suspensão do transporte urbano municipal, intermunicipal e interestadual de passageiros, ao longo dos próximos 7 dias, a partir desta quarta-feira, dia 18. De acordo com o governo catarinense, a medida abrange todo o estado catarinense.

Paraná: o governo do Paraná também se manifestou sobre restrições de viagens interestaduais para o estado. Desde quarta-feira, 18/03, estão proibidas as entradas de ônibus de todos os estados e do Distrito Federal. A suspensão é válida por 14 dias, inicialmente, mas há a possibilidade de ser prorrogada. Além disso, também foi solicitado ao Governo Federal que amplie a fiscalização das fronteiras do país e consequentemente do estado com outros países, como Argentina e Paraguai.

Acompanhe aqui os casos no mundo em tempo real.

Compartilhe esta matéria
ATENÇÃO: Este conteúdo é protegido.